Círculo defende “política pública de cultura” para a região

O Círculo Cultural Scalabitano (CCS) convidou a directora Regional de Cultura do Alentejo para a iniciativa “À mesa Com”, onde foi reflectido o papel daqueles organismos descentralizados do Estado no desenvolvimento do território.

Lezíria e Médio Tejo não possuem uma direcção regional de cultura colocando este vasto território em desvantagem com as restantes regiões do país.

Nesse sentido, a direcção do Círculo vai contestar junto dos decisores políticos a ausência de uma política pública e estruturada de cultura.

PUBLICIDADE

Presente neste encontro, o presidente da Comunidade Intermunicipal da Lezíria do Tejo deixou críticas ao “elitismo centralista” de Lisboa mas mostrou-se confiante que a actual ministra da cultura será sensível a esta questão.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS