O Correio do Ribatejo integra a lista de 34 jornais centenários portugueses e 18 brasileiros ainda em circulação que procuram formar a candidatura ao programa Memória do Mundo da UNESCO, a Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura.

Esta pretensão foi avançada em Outubro do ano passado no Recife, nordeste do Brasil, por João Palmeiro, presidente da Associação Portuguesa de Imprensa (API) no decorrer da inauguração da exposição “Jornais Centenários de Portugal e do Brasil – Um legado cultural”.

Na altura, João Palmeiro afirmou que “os jornais são a parte mais viva da língua, acompanham a humanidade desde que a prensa foi inventada [por Gutenberg, em 1450] e são efectivamente a memória do mundo. Pela importância histórica destes jornais, pretendemos candidatá-los a esse programa da Unesco para os documentos”, disse.

PUBLICIDADE

Do Brasil, João Palmeiro trouxe a possibilidade desta candidatura conjunta Portugal-Brasil, poder avançar já este ano de 2020, com o apoio da Associação da Imprensa de Pernambuco, que co-organizou a mostra dos jornais centenários na Fundação Nabuco.

Uma ideia que segundo o presidente da API se poderá ainda estender a Espanha, agregando assim os títulos centenário do país vizinho.

Segundo João Palmeiro, citado pelo ‘JN’ em Outubro do ano passado, “o projecto assenta em três pilares: na confiança, que já estamos a desenvolver no novo programa Media Veritas, que pretende combater as “fake news”; na digitalização dos conteúdos, que funcionam tanto para a preservação como para disponibilização do acervo ao público; e, por último, assenta ainda numa nova linha de negócio que fará renascer no futuro arquivos que até agora estavam mortos”.

O programa da Memória do Mundo da Unesco ainda não está aberto, mas a candidatura avançará assim que o programa estiver disponível, prevendo-se que deva acontecer ainda este ano (2020).

A exposição “Jornais Centenários do Brasil e Portugal – Um legado cultural” reuniu 52 títulos com tiragens regulares há mais de 100 anos e que estão ainda em circulação no Brasil e em Portugal.

Esta exposição inédita dos 18 títulos brasileiros e 34 portugueses foi realizada pelas Associação Portuguesa de Imprensa em parceria com a Associação da Imprensa de Pernambuco e a Fundação Joaquim Nabuco, contando com o apoio do Real Hospital Português e do Gabinete Português de Leitura.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Jogador do Alverca em estado grave no hospital após paragem cardiorrespiratória

O futebolista brasileiro Alex Apolinário, do Alverca, encontra-se em estado grave e…

Distrito de Santarém apenas com um concelho em Risco Muito Elevado

O Governo reviu ontem a listagem dos concelhos de risco e o…