Joel Carvalho é o mais recente empreendedor incubado na Startup Ourém, infraestrutura gerida pela NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém dedicada à aceleração e incubação de empresas. O profissional está a trabalhar num projeto que pretende desenvolver, projectar, produzir e comercializar veículos de aventura – nomeadamente motos e buggys – individualizados e com componente ecológica.

“Enquanto seres humanos, nós vivemos para as nossas paixões, sendo estas uma extensão da nossa personalidade. Os veículos motorizados de aventura e as experiências associadas aos mesmos são uma grande paixão de muitos de nós (motos, jipes, barcos, etc.) contudo estes veículos tendem a ser dos produtos com menos individualização, sem tecnologia para realçar as experiências vivenciadas e sem qualquer paixão no que toca a ligação entre o cliente e a marca – não deveria ser desta forma. Assim, este é o problema sobre o qual nos dedicamos e pretendemos resolver de uma forma ecologicamente sustentável. Como já visto no segmento premium de bicicletas, existe uma procura de produtos que melhorem a experiência de utilização, seja esta por conectividade, por avanços tecnológicos ou, simplesmente, por uma ligação forte e individualizada entre a marca e o cliente. No entanto, este segmento e visão de produto/cliente/marca ainda se encontra numa fase embrionária no que toca a motos e buggy, abrindo oportunidades para novas empresas”, afirmou Joel Carvalho, justificando a pertinência do seu projeto empresarial.

“Este projeto visa desenvolver, projectar, produzir e comercializar veículos de aventura focalizados no cliente e na oferta ao mesmo de inovações que elevem a sua experiência de utilização através dos três pontos que consideramos fundamentais, mas de uma forma ecologicamente sustentável: forte ligação com o cliente, individualização de produto / experiência de ownership e avanços tecnológicos”.

PUBLICIDADE

O intuito, continuou o empreendedor, “é trazer para o mundo dos veículos de aventura um modelo de negócio centralizado no cliente / utilizador desde o momento de demonstração de interesse até 36 meses após entrega de produto onde toda a customer journey tem um intuito de criar um laço familiar entre com o cliente, fazendo-o sentir especial”.

Os veículos pretendem ainda ser “ecologicamente sustentáveis”. “Acreditamos que a transição para o uso de sistemas com fontes de energia sustentáveis na sociedade pode ser desencadeada em áreas ou sectores de interesse pessoal sendo esta transição não por necessidade, mas com o objectivo de melhorar as experiências e aventuras que são próximas ao coração, dando oportunidade de exploração à sustentabilidade e expandindo a mesma para todas actividades da vida quotidianas (deslocações, electricidade, etc.)”, referiu Joel Carvalho.

“Esta é a visão com a qual vamos abordar a jornada dos nossos clientes – adoptando uma abordagem personalizada onde cada cliente e veículo são nossos parceiros na nossa viagem em direcção à sustentabilidade, educando-os e demonstrando que os nossos produtos são equiparáveis ou até superiores aos tradicionais de combustíveis fósseis relativamente a desempenho e experiência de condução bem como de ownership. Tal leva-nos a defender que não existe qualquer comprometimento por parte do cliente ao decidir entrar no mundo da energia sustentável”, resumiu ainda o empreendedor.

De referir que a Startup Ourém é fruto de uma parceria entre a NERSANT e o Município de Ourém para apoio ao empreendedorismo e comunidade empresarial. A aceleradora e incubadora de empresas da NERSANT tem vagas para a instalação de negócios (incubação física e / ou virtual), devendo os interessados solicitar mais informações através dos contactos startup.ourem@nersant.pt ou 932 961 711. A Startup Ourém dispõe ainda de um portal onde apresenta todos os seus serviços e empresas incubadas, em https://startup-ourem.nersant.pt/.


PUBLICIDADE
Leia também...

‘Casa em Santarém’ nomeada para o prémio internacional de arquitectura

O projecto ‘Casa em Santarém’ da empresa dp arquitectos está nomeado para…

Rotary Clube de Santarém distingue Sílvia Carreira como profissional do ano

Sílvia Carreira, directora técnica do Lar Gualdim, do Centro Social Interparoquial de…

“Os pequenos produtores não podem ser abandonados”

João Mendes – Fio Dourado DIVULGAÇÃO APRODER O lagar de azeite da…

Câmara de Santarém pede 270 mil euros ao BEI para requalificação de avenida

A Câmara de Santarém aprovou hoje a contracção de um empréstimo de…