Espectáculos no Teatro Sá da Bandeira com horários e datas alteradas devido ao Estado de Emergência

O Município de Santarém procedeu à alteração de algumas datas e horários da programação do projecto municipal Santarém Cultura, no Teatro Sá da Bandeira, devido às medidas impostas pelo novo Estado de Emergência.

Sexta, dia 20 de Novembro, pelas 20h00, sobe ao palco A Arder pela companhia João Garcia Miguel, a partir da obra “O Judeu”, de Bernardo Santareno e com a participação de elementos locais das associações ARAT, Cão Raivoso e Veto Teatro Oficina, que serão envolvidos em toda a preparação do espectáculo.

Leituras Encenadas – As Últimas Cenas de Santareno, com direcção artística de Jorge Louraço Figueira, uma retrospectiva do último Santareno, a partir das peças curtas e quadros escritos entre 1974 e 1980, ano da morte do autor. As peças serão estudadas por alunos do curso de interpretação da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado ao longo do mês de Outubro, numa oficina de análise dramatúrgica, e apresentadas dia 26 de Novembro, às 18h00.

PUBLICIDADE

No dia 4 de Dezembro, às 20h00, Tó Trips apresenta o seu mais recente trabalho, banda sonora do filme Surdina de Rodrigo Areias, apresentado em formato cine-concerto, em colaboração com o Cineclube de Santarém.

Camané e Mário Laginha juntam-se no palco do TSB no dia 12 de Dezembro, pelas 19h00, para apresentar Aqui está-se Sossegado um projeto pensado de raiz para dar mais brilho a uma voz e a um piano que se descobriram cúmplices desde a primeira vez que encheram um palco.

O ano de 2020 no TSB termina com O Barbeiro de Sevilha, de G. Rossini, no dia 18 de Dezembro, às 19h30, uma ópera que conta a história cómica do barbeiro Figaro. A história é em Sevilha e a personagem central, o Figaro. Quem não cantarolou o Figaro cá, Figaro lá? Este barbeiro sabe todas as histórias da cidade e vai fazendo mexericos, só cria confusão, um espectáculo a não perder.

Os bilhetes para estes espectáculos já estão à venda nos pontos aderentes Fnac, Worten e CTT, online em www.bol.pt, e na bilheteira local.

O Teatro Sá da Bandeira segue as recomendações da DGS e por isso as normas dirigidas ao público devem ser cumpridas. Uso obrigatório de máscara. Desinfecção das mãos à entrada. Respeitar o distanciamento social. Respeitar os circuitos de circulação. Atribuição de lugar por ordem de chegada. Obrigatoriedade de preenchimento do consentimento informado no local.

No final do espectáculo, solicita-se a permanência sentado no lugar até indicação dos Assistentes de Sala.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

ADICIONAR COMENTÁRIOS

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *