Faleceu a segunda militar envolvida no acidente da A1 com carro-patrulha da GNR

Vânia Martins, cabo do Destacamento de Trânsito da GNR de Santarém, faleceu esta segunda-feira, 13 de Julho, no Hospital de São José, em Lisboa, confirmou a Guarda Nacional Republicana numa publicação nas redes sociais.

A militar, de 31 anos de idade, não resistiu aos ferimentos causados pela colisão entre um automóvel e o carro-patrulha da GNR, na passada terça-feira, 7 de Julho, na Autoestrada 1 (A1), no sentido Norte-Sul, entre o nó de Torres Novas e área de serviço de Santarém.

Vânia Martins encontrava-se desde a passada terça-feira, 7 de Julho, internada no Hospital de São José, com várias lesões graves a nível cervical, em estado considerado crítico e com prognóstico reservado.

PUBLICIDADE

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, também já emitiu uma nota de pesar.

“Foi com profunda tristeza que tomei conhecimento do falecimento da cabo Vânia Martins, na sequência do grave acidente ocorrido no cumprimento da sua missão, numa patrulha do Destacamento de Trânsito da GNR de Santarém”, escreve Eduardo Cabrita, na nota de pesar. O ministro transmitiu ainda, em nome do Governo, um voto de pesar e de solidariedade aos familiares, amigos e a todos os militares da Guarda Nacional Republicana.

Carlos Pereira, o outro militar que também seguia no mesmo carro-patrulha viatura, faleceu um dia depois do trágico acidente, no Hospital de Santarém.

Os dois militares estavam destacados no Comando Territorial de Santarém há poucos meses e são oriundos da zona de Castelo Branco.

O acidente ocorreu ao quilómetro 85 da autoestrada, pelas 11h36, quando o carro-patrulha da GNR estaria a sinalizar o local durante uma operação de limpeza das bermas da via.

Uma viatura ligeira de passageiros não se terá apercebido da presença da viatura e embateu com extrema violência na viatura da guarda.

Os operacionais da GNR ficaram inconscientes e encarcerados no interior da viatura até à chegada dos meios de socorro. O acidente provocou ainda três feridos ligeiros, ocupantes da viatura que embateu no carro-patrulha.

Estiveram presentes nas operações de socorro 32 operacionais apoiados por 13 viaturas.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS