A Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES) alertou hoje que as reservas nacionais de sangue estão com níveis críticos dos tipos O+ e A+ e apela aos portugueses para darem sangue.

Em comunicado, a FEPODABES refere que com a retoma das cirurgias e da actividade hospitalar, o consumo de sangue tem vindo a aumentar e as reservas nacionais já têm dois tipos de sangue em falta: O+ e A+.

Segundo o presidente da Federação, Alberto Mota, as reservas nacionais estão já a ressentir-se com o regresso da actividade hospitalar apelando às pessoas saudáveis, principalmente os dadores activos entre os 24 e os 45 anos para darem sangue.

PUBLICIDADE

A dádiva de sangue consiste na colheita de cerca de 450ml de sangue a pessoas com 18 anos ou mais, ter 50 quilogramas de peso e ser saudável e não demora mais de 30 minutos.

“A pandemia não deve ser motivo de medo. Estamos preparados para receber todos os que nos queiram ajudar, adoptando todos os cuidados necessários”, refere Alberto Mota, citado no comunicado.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Estatuto do Antigo Combatente assegura um “tardio, mas justo reconhecimento”

O parlamento aprovou, no passado dia 23, o Estatuto do Antigo Combatente,…

Empresário de Santarém é o mandatário nacional da candidatura de André Ventura às presidenciais

Rui Paulo Sousa, o empresário de Santarém de 53 anos, vai ser…