Festival Guitarra d’Alma junta guitarra portuguesa a outros instrumentos em Almeirim

A sexta edição do Festival Guitarra d’Alma, que tem por mentor o guitarrista Custódio Castelo, prossegue no próximo fim-de-semana com dois concertos, nas freguesias da Raposa e de Fazendas de Almeirim.

Promovido pela Câmara Municipal de Almeirim, o festival, que tem a guitarra portuguesa como principal protagonista, acontece até ao próximo dia 16, pelo sexto ano consecutivo, levando ao concelho uma oferta “diferente e com muita qualidade”.

Pedro Ribeiro afirmou que, num concelho pequeno como o de Almeirim, “não é habitual uma oferta cultural desta qualidade”, salientando que o festival, que se iniciou no passado fim-de-semana, decorre “de forma descentralizada”, com espectáculos nas várias freguesias.

Na próxima sexta-feira, às 21h30, o Ensemble de Guitarras da ESART (Escola Superior de Artes Aplicadas do Instituto Politécnico de Castelo Branco) vai actuar na Casa da Cultura da Raposa, com entrada livre, estando agendado para sábado, no Centro Cultural de Fazendas de Almeirim, o concerto de Cordis piano & guitarra portuguesa.

No dia 15, será a Associação Cultural e Desportiva de Benfica do Ribatejo a receber um espectáculo de Cante Alentejano e Fandango, com a guitarra portuguesa de Custódio Castelo, encerrando o festival no dia 16, no Cine Teatro de Almeirim, com um concerto de Custódio Castelo.

O autarca realçou o “arrojo” do festival, que associa a guitarra portuguesa a instrumentos como a harpa e o contrabaixo (como aconteceu nos concertos do passado fim-de-semana), mas também ao piano, ao Cante Alentejano e ao fandango.

Pedro Ribeiro referiu a parceria com a Alentejo e Ribatejo Film Commission, que vai permitir a realização da primeira edição do festival internacional de cinema “3in1 Film Fest” de Almeirim, de 22 a 24 deste mês, como outra vertente na aposta de atrair ao concelho “públicos completamente diferentes do tradicional”, aumentando a atractividade turística da cidade.

O “3in1 Film Fest” vai exibir, no Cine Teatro de Almeirim, 64 filmes, entre curtas-metragens de ficção, ‘making of’ e documentários, de 11 países, sendo um dos seus objectivos “promover a região atraindo realizadores, produtores e argumentistas, nacionais e internacionais”.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

Deixar uma resposta