O Festival do Órgão de Santarém regressa às sete igrejas da cidade que possuem o instrumento, entre 19 e 27 de Novembro para a sua quarta edição, que tem como objectivo abraçar todas as artes à volta da música, numa tentativa de mostrar ao público que os órgãos, e os organistas, não tocam só música litúrgica.

“O objectivo desta edição é dar a conhecer o instrumento às pessoas e enaltecer a sua nobreza”, referiu Ricardo Toste, organista residente do festival, durante a sessão de apresentação, que se decorreu na tarde de quinta-feira, no Museu Diocesano de Santarém. O festival conta ainda com a direcção artística do maestro Rui Paulo Teixeira, que considera o festival único em Portugal, e “provavelmente no mundo”.

A iniciativa é uma parceria entre a diocese de Santarém e a Santa Casa da Misericórdia, proprietárias dos instrumentos instalados nas igrejas, com a autarquia e nesta quarta edição vai integrar dança, cinema, escultura, gastronomia e literatura, com vários concertos, workshops e conversas. As entradas nos espetáculos são gratuitas. Algumas das iniciativas do programa estarão sujeitas a inscrição prévia. O programa completo pode ser visitado através da página: FÓS-Música – Santarém Cultura (santaremcultura.pt)

Pode ler a notícia desenvolvida na edição impressa de 18 de Novembro do Correio do Ribatejo.

Leia também...

A herdade no Alviela e o pergaminho que ia para o lixo

Pergaminho do século XII salvo do lixo em Vale de Figueira.

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Associação ‘Praça Maior’ fecha gestão da Praça de Touros ‘Celestino Graça’ com sentido de missão cumprida

A Associação “Praça Maior”, responsável pela organização das corridas de toiros na…

Gilberto Gil dá concerto com Adriana Calcanhotto em Santarém

A 7 de Novembro.