O Centro Local de Apoio à Integração de Migrantes (CLAIM) de Santarém realiza no sábado, Dia Internacional dos Migrantes, uma sessão sobre as recentes alterações ao Processo de Regularização, na Sala de Leitura Bernardo Santareno.

A sessão destina-se a esclarecer as alterações introduzidas, nomeadamente à Lei da Nacionalidade, a divulgar a existência do Gabinete de Apoio ao Imigrante e às Minorias Étnicas (GAIME) do município escalabitano e a recolher testemunhos de imigrantes sobre a sua experiência de legalização.

Estrela Branco, do GAIME, disse à Lusa que, devido à situação pandémica, a sessão contará apenas com representantes das várias comunidades imigrantes, nomeadamente do Brasil, da índia, de Angola, do Nepal, da Guiné-Bissau e da Ucrânia, sendo objectivo que “passem a palavra”.

Em 2020, estavam registados como residentes em Santarém um total de 2.950 pessoas imigrantes, sendo a maior comunidade a brasileira (741), seguindo-se a romena (513), a indiana (448), a ucraniana (286), a paquistanesa (125) e a angolana (100).

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…