O Conselho Permanente da Conferência Episcopal Portuguesa (CEP) aconselhou a manutenção de “cuidados sanitários e de segurança” e “razoável distanciamento” nas cerimónias religiosas, remetendo para Outubro novas orientações, sujeitas à evolução da pandemia de covid-19.

“Continuaremos a realizar as nossas celebrações e actividades pastorais com os devidos cuidados sanitários e de segurança quanto à higienização, uso de máscaras e razoável distanciamento”, disse o secretário da CEP, padre Manuel Barbosa, no final da reunião do Conselho Permanente, que decorreu em Fátima.

Recomendando “os devidos cuidados e a observância das normas”, a CEP quer que as “exéquias cristãs” sejam dignificadas e admite a realização de procissões e “outras actividades pastorais, como a catequese e outros encontros”, desde que observadas as determinações relativas à segurança sanitária para evitar o contágio pelo novo coronavírus.

“No próximo Conselho de Outubro e, sobretudo, na Assembleia Plenária [da CEP] de Novembro, serão tomadas orientações de acordo com o evoluir da situação e as orientações das autoridades de saúde”, acrescentou Manuel Barbosa.

PUBLICIDADE

Segundo o secretário da CEP, importante será o que sair da próxima reunião de especialistas com o Governo, marcada para quinta-feira, para a adopção de novas orientações.

Outro assunto que o Conselho Permanente abordou hoje foi o Sínodo convocado pelo Papa Francisco, que se iniciará já em Outubro e culminará em Outubro de 2023.

A próxima Assembleia Plenária dos bispos católicos portugueses dará atenção particular a este evento, esperando-se que até quarta-feira saia o ‘Vade Mecum’ (o guia para orientar a acção no caminho sinodal) em português.

O Sínodo é iniciado em 09 e 10 de Outubro em Roma e, no dia 17, será assinalado em todas as dioceses do mundo.

O trabalho de recolha de contribuições das dioceses para os trabalhos do Sínodo decorrerá até ao final de Março de 2022, com o resultado desse trabalho a ser entregue a um grupo no âmbito da CEP para fazer uma síntese que será enviada para o Vaticano.

Na Assembleia Plenária de Abril de 2022 – de 25 a 28 de Abril -, a CEP fará uma reunião dedicada inteiramente a este tema.

O Conselho Permanente de hoje teve em cima da mesa também a próxima Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que se realiza em Lisboa no Verão de 2023, e abordou um estudo sobre os jovens, a fé e o futuro, que a Universidade Católica vai realizar.

Os resultados deste estudo, segundo Manuel Barbosa, deverão ser divulgados antes do início da JMJ Lisboa 2023.

“Será um contributo importante e sério também para pensarmos a realidade juvenil do nosso país em relação à JMJ”, disse o sacerdote.

O Conselho Permanente da CEP deixou, ainda, um apelo à “participação livre, consciente e responsável” dos portugueses nas eleições autárquicas de 26 de setembro.

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…