Investimento de 5ME no sistema de tratamento de águas residuais em Samora Correia

O sistema de tratamento de águas residuais de Samora Correia, um investimento da ordem dos cinco milhões de euros, está em fase de conclusão, indo servir 20.000 pessoas, afirmou a empresa intermunicipal Águas do Ribatejo (AR).

Em comunicado, a empresa afirma que, além da nova Estação de Tratamento de Águas Residuais de Samora Correia, construída na Herdade de Palhavã, em Porto Alto, “uma das maiores da região”, a empreitada incluiu a construção do emissário com cerca de 10 quilómetros de condutas e três estações elevatórias “para encaminhar o ‘esgoto’ para a ETAR”.

“A obra representa o maior investimento de sempre feito com capitais próprios da Águas do Ribatejo EIM, uma vez que a empresa intermunicipal assumiu cerca de quatro milhões de euros numa decisão inédita que contou com a solidariedade dos seis municípios accionistas que integram a AR com Benavente”, afirma a nota, adiantando que o Fundo de Coesão, por via do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos POSEUR PORTUGAL 2020, “garantiu apenas 850.377 euros”.

A empresa prevê investir cerca de 20 milhões de euros até 2022 nos sistemas de tratamento de águas residuais e de abastecimento de água dos sete concelhos que serve (Almeirim, Alpiarça, Benavente, Chamusca, Coruche, Salvaterra de Magos e Torres Novas), sendo que algumas das intervenções de ampliação e requalificação de sistemas serão realizadas apenas com capitais da AR, acrescenta.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS