O treinador João Henriques rescindiu com o Moreirense ao fim de 15 jogos, antecipando a quebra do vínculo extensível até ao final da temporada, anunciou o 16.º e antepenúltimo colocado da I Liga de futebol.

“O Moreirense Futebol Clube – Futebol SAD informa que chegou a acordo com o técnico João Henriques para a rescisão do contrato que o ligava à nossa sociedade desportiva. O Moreirense agradece todo o profissionalismo a João Henriques, bem como à sua equipa técnica, desejando-lhes os maiores sucessos desportivos e pessoais”, lê-se em comunicado publicado pelos minhotos nas redes sociais.

João Henriques rendeu Vasco Seabra em 05 de Junho, após o final da época passada, e somou uma vitória (2-1 na recepção ao Arouca, à sétima jornada), seis empates e cinco derrotas no campeonato, deixando o Moreirense no lugar de acesso ao ‘play-off’ de permanência, com nove pontos, apenas um acima da zona de despromoção directa.

Os ‘cónegos’ foram ainda eliminados da primeira fase da Taça da Liga, ao perderem na visita ao estádio do Penafiel (2-1), da II Liga, mas vão discutir em Mafra o acesso aos ‘quartos’ da Taça de Portugal, após já terem afastado o Oriental Dragon, da Liga 3 (3-2, após prolongamento) e o primodivisionário e rival concelhio Vitória de Guimarães (3-2).

João Henriques, de 49 anos, orientou os vitorianos em 2020/21, entre a quarta e a 25.ª jornadas, e cumpria a quarta passagem na I Liga, sendo acompanhado na saída pelos adjuntos Luís Morgado e Mauro Moderno, o técnico de guarda-redes Hélder Narciso e o preparador físico Alberto Carvalho, face à permanência do adjunto Leandro Mendes.

Na terça-feira, Lito Vidigal, que está inactivo há praticamente um ano e ainda não foi oficializado pela SAD liderada por Vítor Magalhães, orientou o primeiro treino do Moreirense, que viu hoje a deslocação ao estádio do Tondela, em jogo da 13.ª jornada, adiada de sábado para 03 de Janeiro de 2022, devido ao surto de covid-19 nos ‘beirões’.

Antes de suceder a Tiago Mendes e ser rendido por Bino Maçães em Guimarães, João Henriques protagonizou dois dos três melhores desempenhos do Santa Clara na I Liga, em 2018/19 e 2019/20, e assistiu à descida do Paços de Ferreira à II Liga, em 2017/18.

Natural de Tomar, tornou-se treinador principal em 2004/05 pelo Atlético Riachense, da então III Divisão, e acumulou passagens por Torres Novas, União de Almeirim e nas camadas jovens dos sauditas do Al-Ahli e do Al Wahda, dos Emirados Árabes Unidos.

O regresso ao futebol português deu-se ao comando do Fátima entre 2015 e 2017, vencendo a I Divisão distrital de Santarém e assegurando a consequente subida ao Campeonato de Portugal, antes de uma breve passagem pelo Leixões, da II Liga.

O Moreirense vai efectuar mudanças no comando técnico pela terceira época consecutiva, entre seis treinadores utilizados, sendo que Ivo Vieira, actual timoneiro do Famalicão, foi o último a disputar um campeonato inteiro, em 2018/19, aquando do histórico sexto lugar.

Leia também...

Atleta do Santarém Basket Clube morre aos 13 anos de idade

Henrique Francisco, atleta do Santarém Basket Clube, faleceu no passado domingo, 11…

Atleta do Vale de Santarém assina contrato profissional com o SL Benfica

Henrique Sá iniciou o seu percurso desportivo no SL Cartaxo.

Par de Santarém conquista recorde para Portugal no Campeonato do Mundo das 10Danças

O par Francisco Ramos & Leonor Gonçalves conquistou o 13º lugar na…

Benfica do Ribatejo incrédulo com decisão da Associação de Futebol de Santarém

O Grupo Desportivo de Benfica do Ribatejo está incrédulo com a resposta…