João Vieira será o único representante português nos 50 km marcha dos Jogos Olímpicos Tóquio2020, tendo os restantes atletas lusos na distância falhado os mínimos, cujo prazo de obtenção terminou hoje.

Também hoje terminou o prazo de obtenção de marcas na maratona, mas aí a Federação Portuguesa de Atletismo (FPA) já tinha antecipado a situação e divulgou em 11 de Maio a pré-seleção de Salomé Rocha, Sara Catarina Ribeiro e Sara Moreira, não havendo convocados masculinos.

Esta será a última vez que os 50 km marcha se disputam em Jogos Olímpicos, não fazendo já parte do calendário apresentado para 2024.

PUBLICIDADE

Vice-campeão mundial em Doha2019, João Vieira tentará, aos 45 anos, concluir finalmente a prova em Jogos Olímpicos, depois de não ter terminado em Londres2012 e Rio2016.

O atleta é olímpico desde 2000, tendo, nas cinco edições em que esteve presente, sido inscrito sempre nos 20 km marcha – nas duas últimas edições ‘dobrou’ a prestação, já a pensar em especializar-se na prova mais longa.

A medalha de prata conquistada em Doha 2019 é o resultado mais significativo na carreira, mas há mais: o marchador nascido em Portimão foi medalha de prata nos 20 km marcha do Europeu de Barcelona2010, medalha de bronze nos 20 km marcha do Europeu de Gotemburgo2006 e igualmente medalha de bronze nos 50 km da Taça da Europa de marcha Alytus2019, classificação que o tornou elegível para os próximos Jogos Olímpicos.

Fez então, na cidade lituana de Alytus, 3:46.38 horas, o que o coloca como o 13.º mais rápido entre os apurados para Tóquio. Depois disso, ainda esteve em Doha, no Mundial, em condições de humidade e calor extremas, numa prova disputada de madrugada.

Mais nenhum luso se aproximou da marca de qualificação, 3:50.00, nem ficou em condições de ser seleccionado por ‘ranking’. Como apenas 38 alcançaram os mínimos directos, haverá lugar à entrada de 22 atletas por ‘ranking’, para atingir os 60 projectados.

Este ano, João Vieira ainda não competiu na distância, tendo falhado o Europeu de selecções de Podebrady (Chéquia), onde o melhor luso foi Hélder Santos, com 4:07.27.

Nos Jogos Olímpicos não há 50 km marcha para o sector feminino, ao contrário do que sucede a nível de Campeonatos da Europa e do Mundo.

PUBLICIDADE
Leia também...

Árbitro ribatejano apita jogo entre Estrela da Amadora e SL Benfica

João Bento, árbitro da Associação de Futebol de Santarém, vai apitar o…

Benfica do Ribatejo incrédulo com decisão da Associação de Futebol de Santarém

O Grupo Desportivo de Benfica do Ribatejo está incrédulo com a resposta…

A festa dos adeptos do Sporting em Almeirim (C/FOTOS)

O Sporting Clube de Portugal sagrou-se campeão nacional, na noite do passado…

Jogador do Alverca caiu inanimado no jogo contra o U. Almeirim

O jogador do Alverca Alex Apolinário caiu hoje inanimado durante o jogo…