Maioria das empresas da região de Santarém que recorreram ao ‘lay-off’ já abandonaram a medida

Em 199 empresas que responderam a um inquérito da Associação Empresarial da Região de Santarém (Nersant), 64,2% (128) afirmaram ter recorrido ao ‘lay-off’ devido à covid-19, a maioria das quais já não se encontra ao abrigo desta medida.

Em comunicado, a Nersant afirma que os respondentes ao inquérito, que decorreu entre 1 e 14 de Julho, uma amostra “muito representativa” dos seus associados, revelaram que 55,2% das empresas que recorreram ao ‘lay-off’ tiveram mais de 76% dos trabalhadores ao abrigo desta medida, enquanto em 17,2% esta abrangeu 25% dos trabalhadores, em 17,1% entre 26% e 50% e em 10,2% entre 51% e 75%.

Das 199 empresas que responderam ao inquérito, 10,1% equacionam diminuir os postos de trabalho, 69,6% não prevê alterações e 20,3% ponderam aumentar os postos de trabalho, o que leva a associação empresarial a considerar “muito positiva” a “vontade das empresas” em crescer em volume de postos de trabalho.

PUBLICIDADE

Quanto à actividade da empresa, 9,1% afirmam estar a trabalhar a menos de 50%, 23,4% com uma actividade entre os 51% e os 75% e os restantes 58,4% a trabalhar acima dos 76%, havendo uma quebra nas encomendas inferior a 50% para 45% dos inquiridos e superior a 50% para 22,5%, afirmando 32,5% a ausência de quebra.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS