Mais de 100 pessoas participam no 1º convívio dos Combatentes da Guerra Colonial no Vale de Santarém

O primeiro convívio dos cidadãos do Vale de Santarém que foram mandados para a guerra colonial realizou-se no dia 13 de Abril, e juntou 109 pessoas, 54 das quais combatentes.

O convívio teve início às 10 horas, com uma concentração no jardim do Vale, junto à placa de homenagem aos combatentes da guerra colonial, ali descerrada em 2014, no âmbito das comemorações dos 40 anos do 25 de Abril, promovidas pela Junta de Freguesia.

Seguiu-se uma romagem ao cemitério, às 11H00, para homenagear os quatro combatentes que perderam a vida na guerra colonial e também os que faleceram depois do seu regresso. Às 11H30 foi rezada missa na igreja do Vale de Santarém.

O almoço de confraternização decorreu nas instalações do CAR-Fonte Boa onde estiveram 109 participantes, dos quais 54 combatentes.

Do Vale de Santarém estiveram mais de 150 jovens na guerra colonial, distribuídos pelas colónias de Índia, Angola, Moçambique, Guiné, Timor e Macau. Três perderam a vida em Angola e um em Moçambique. Outros combatentes foram feridos, ficando com incapacidades para o resto da vida.

No almoço foi entregue a medalha do 1º convívio, aos combatentes e às viúvas dos falecidos que participarem no almoço.

Este 1º convívio dos combatentes do Vale de Santarém teve o apoio da Junta de Freguesia, cujo presidente, convidado a participar, esteve presente. A jornada de confraternização foi muito participada tendo sido uma oportunidade para que os combatentes se viessem a reconhecer entre si. Embora a maioria vive em Vale de Santarém, nem todos tinham conhecimento de quem havia vivido a mesma experiência.

A comissão organizadora e dos combatentes pretende que este convívio seja realizado anualmente.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS