Maria Emília Pacheco apresentou o livro ‘O Auto-Retrato na Pintura Portuguesa’ em Santarém

O Auto-Retrato na Pintura Portuguesa é o título do livro da autoria de Maria Emília Vaz Pacheco que foi apresentado no dia 11 de Julho no Museu do Chiado em Lisboa.

O mesmo foi ontem, quinta-feira, apresentado em Santarém no Salão Nobre do edifício dos Paços do Concelho.

A obra conta com a chancela da editora Caleidoscópio, foi apresentada pelo historiador Vitor Serrão.

Nesta cerimónia estiveram presentes, para além da autora, Ricardo Gonçalves, presidente da Câmara Municipal de Santarém, Inês Barroso, vereadora da cultura da autarquia scalabitana e Jorge Ferreira, director da editora Caleidoscópio, entre outros.

“O Auto-Retrato na Pintura Portuguesa” é o resultado de um estudo inédito em Portugal, centrado na produção do Auto-Retrato na História da Arte em Portugal e balizado entre 1470 (Painéis de S. Vicente) e 1975 (experiências vanguardistas actualizadas com a contemporaneidade artística internacional).

A reflexão procura desvendar o processo de autonomização do Auto-Retrato Pintado em relação à produção do Retrato, com destaque para a sua afirmação como género autónomo a partir de Oitocentos.

Tema emblemático na História da Arte Ocidental, a abordagem do Auto-Retrato tem em conta a configuração da nossa memória colectiva, elaborando tipologias, enquadrando fases e contextualizando especificidades da sua produção face ao meio artístico e cultural português, e com referência à arte europeia, visando alcançar o conhecimento de quem somos e contribuir para a definição da identidade artística, social e filosófica que nos caracteriza como povo.

(notícia desenvolvida na edição impressa de 20 de Julho)

info, ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS