Mário Miguel Machado tomou posse, no passado sábado, como presidente da União Distrital das Instituições Particulares de Solidariedade Social (UDIPSS) de Santarém.
Com um mandato válido para os próximos quatro anos, Mário Machado diz que este é o tempo de “focar, convergir para ideias, relevando, dando seguimento ao que de facto é o mais importante – a nossa União”.

“Pretendemos, antes de agir, e este agir é levar propostas às Entidades responsáveis por intervir, mas pretendemos reflectir sobre as temáticas e depois convergir com inovação, criatividade, capacitação e resiliência demonstrando capacidade de propor e reinventar dinâmicas, procurar estrategicamente contextos e condições que favoreçam o bem-estar e desempenho das IPSS. E isso será, a nosso ver, acrescentar valor à mística das nossas organizações, enquanto instituições de pessoas, com pessoas e para pessoas”, afirmou o agora presidente da UDIPSS.

Reconhecendo que “os tempos que se avizinham, serão de desafio”, o responsável assegurou que a organização procurará “ser diferente e criativa”, em busca de alternativas e soluções “que possam contribuir para a resiliência e desenvolvimento do sector, com origem nas tais pontes e sinergias, da aprendizagem e partilha, do replicar”.

“Conforme a nossa missão, seremos um meio, um canal, interlocutor a facilitar a comunicação, acrescentando dimensão, novos pressupostos, novos desejos, novos variáveis e novos modelos, incluindo os da modernização, do digital, da inteligência artificial e, porque não, a procurar implementá-los no sector social e solidário”, garantiu Mário Machado no seu discurso de tomada de posse, cuja cerimónia decorreu no auditório da Estação Zootécnica Nacional.

PUBLICIDADE

“Neste sector, ainda que Social, a necessidade de gerar excedentes deve ser uma condição, criar riqueza, mais valias, o valor acrescentado, o resultado positivo, deve fazer parte dos objectivos de gestão dos Dirigentes das IPSS; a diferença é que esse excedente, não é distribuído, esse dividendo é reinvestido na actividade e resposta sociais. Importa, no sector, replicar as boas práticas, partilhar “benchmark”, este é um papel de comunicação da UDIPSSS, de descentralizar informação, identificar oportunidades, desafios e facultar acesso a fontes de financiamento, a projectos, de promover a continuidade da profissionalização, de proporcionar a capacitação, conhecendo o seu papel, como parte e não como destaque, complementando e não desfragmentando posições, inovando, recriando, mas ensaiando; projectando, não destruindo, reconstruindo, reconvertendo, aperfeiçoando e sendo realista”, afirmou o dirigente.

“Somos a Entidade porta-voz da vontade e do querer de todas as IPSS do distrito de Santarém. Proporcionaremos às nossas associadas importantes serviços, como a assessoria jurídica, a consultoria, o acesso a formação e a descontos preferenciais que, eventualmente, decorram de parcerias e outros protocolos de colaboração e cooperação”, garantiu o dirigente.

“Reiteramos aqui com convicção os compromissos assumidos; o nosso desempenho pautar-se-á por um profissionalismo diferenciador, com base numa visão transformadora, empreendedora e de mudança, tentando pensar sempre “fora da caixa””, concluiu.

PUBLICIDADE
Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…