NERSANT apoia empresas interessadas em exportar para a Austrália

 

A NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém, ao abrigo do projeto financiado Exportintelligence, realizou diversos estudos de mercado com o objetivo de promover a internacionalização das empresas da região. A Austrália é um dos países analisados e para o qual a associação faculta dicas para quem pretende iniciar o processo de exportação para este mercado.

O estudo começa por dar a conhecer o país, a sua relação económica e comercial com Portugal bem como a política nacional de comércio internacional e caráter fiscal do país. “A Austrália é um país com uma economia muito dinâmica, caracterizada por uma grande facilidade e segurança de fazer negócios e por se encontrar em expansão há 23 anos consecutivos. As exportações de bens de Portugal para a Austrália cresceram 13,2% em 2016, face a 2015, para 122,5 milhões de euros, enquanto as importações decresceram 62,8% para 13,5 milhões de euros, o que representa um saldo da balança comercial positivo de 109 milhões de euros. Em 2015, segundo dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), havia 821 empresas portuguesas a exportar para o território australiano, contra 792 um ano antes. Em 2016, a Austrália era o 41.º cliente de Portugal e o seu 88.º fornecedor. As exportações para a Austrália têm sucessivamente vindo a subir, sinal de que existe aqui um mercado por explorar e que pode ser muito atrativo para as empresas portuguesas”, começa por abordar o documento, produzido pela NERSANT, debruçando-se, de seguida, sobre “como exportar” para a Austrália.

A apresentação da documentação necessária, regimes aduaneiros, proibições e procedimentos especiais, certificações e vistorias necessárias, requisitos de embalagem e rotulagem, principais custos associados às exportações e regime pautal da Austrália, são apenas algumas das informações que constam do estudo, que refere que as oportunidades de negócio – o top das importações – deste país são “petróleo, veículos de passageiros a motor, petróleo refinado, equipamentos de telecomunicações, medicamentos, computadores e componentes para automóveis”.

O estudo “Promoção da Internacionalização da Região de Forma Inteligente para a Austrália”, está disponível gratuitamente no portal www.exportribatejo.com, ou mediante solicitação, junto do Departamento de Apoio Técnico, Inovação e Competitividade da NERSANT, através dos contactos datic@nersant.pt.

Para além do mercado da Austrália, existem estudos para a promoção das exportações do Ribatejo para outros mercados, tais como Canadá, Chile, Colômbia, Gana, Marrocos, México, Moçambique, Polónia e Turquia. Todos estes estudos foram realizados ao abrigo do projeto Exportintelligence, que tinha por objetivo o levantamento dos principais procedimentos (e eventuais barreiras) de acesso a mercados, para facilitação do acesso das empresas da região, dando-lhes ferramentas de prévia análise e preparação antes de se abordarem esses novos mercados (disponíveis em www.exportribatejo.com).

O presente projeto, pretende assim, apoiar as empresas no acesso a novos mercados e no aumento das suas exportações através da disponibilização de informação relevante e estratégica, bem como da promoção internacional dos setores e produtos da região. Trata-se de um projeto financiado pelo COMPETE 2020, no âmbito do SIAC.

O estudo pode ser consultado aqui:

Estudo exportribatejo

 

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS