As obras de construção de uma nova conduta adutora, que devem iniciar em Outubro e têm um prazo de execução de seis meses, vai permitir abastecer as povoações da Mata, Chancelaria, Pafarrão, Lugarinho e Maçaroca a partir do Reservatório de Outeiro Grande. O contrato assinado pela Águas do Ribatejo (AR) EIM e a construtora Aquino Construções, SA tem o valor de 389.221,20 euros.

Estas povoações passam a serem abastecidas pelo sistema da EPAL a partir de Outeiro Grande.

Os trabalhos a realizar consistem na execução da nova adutora com cerca de 2138 metros de cumprimento para ligar graviticamente os dois reservatórios. O objectivo principal é abastecer as redes de distribuição servidas pelo reservatório de Rendufas (“Subsistema da Mata”) a partir do sistema em “alta” sob gestão da EPAL.

PUBLICIDADE

Pedro Ferreira, vogal do Conselho de Administração da AR e Presidente da Câmara Municipal de Torres Novas explica que “será reforçada a fiabilidade, segurança e qualidade do serviço prestado, garantindo que o abastecimento de água de qualidade ocorre de forma regular durante todo o ano”.

Recorde-se que a qualidade da água distribuída a partir do Reservatório de Outeiro Grande é de excelência com o cumprimento de 100% dos parâmetros analisados por entidade certificada.

Segundo Pedro Ferreira, a ligação gravítica com origem no reservatório de Outeiro Grande “permitirá ainda a desactivação da captação da AC1 da Mata, dado que esta se encontra fora de serviço”.

A nova conduta de ligação entre os reservatórios será constituída por uma tubagem em Polietileno de Alta Densidade PEAD DN125 reduzindo o risco de roturas e com uma vida útil prevista para um horizonte de longo prazo.

As redes de fibrocimento, nomeadamente troço de adução e distribuição do reservatório de Outeiro Grande e o troço de distribuição do reservatório de Rendufas, serão substituídas por Polietileno de Alta Densidade PEAD. A empreitada contempla também a execução de novos recintos e a reabilitação da câmara de manobras nos reservatórios existentes em Rendufas e Outeiro Grande.

Esta operação financiada apenas com capitais próprios da AR insere-se no plano de investimentos previsto para o concelho de Torres Novas na área do abastecimento de água com o objectivo de reduzir as fragilidades existentes nos sistemas mais antigos.

PUBLICIDADE
Leia também...

‘Casa em Santarém’ nomeada para o prémio internacional de arquitectura

O projecto ‘Casa em Santarém’ da empresa dp arquitectos está nomeado para…

Mercadona constrói maior bloco logístico da empresa em Almeirim

A Mercadona, maior cadeia espanhola de supermercados, anunciou que vai construir um…

Moinho de Fau e Restaurante no Jardim das Portas do Sol colocados em hasta pública

A Câmara Municipal de Santarém vai realizar um hasta pública, no próximo…

Rotary Clube de Santarém distingue Sílvia Carreira como profissional do ano

Sílvia Carreira, directora técnica do Lar Gualdim, do Centro Social Interparoquial de…