Os novos órgãos sociais da Associação Social Amigos de Samora Correia (ASASC) foram eleitos na noite de sexta-feira, 14 de Maio, e assumiram o compromisso da criação de um banco de voluntariado e uma “loja social” que possa intervir junto das famílias mais desfavorecidas da freguesia. 

Paula Rego, a nova vice-presidente da ASASC realçou a vontade de abrir a associação à comunidade recrutando novos sócios e reforçando a comunicação com os cidadãos e as famílias.

“Defendemos uma ASASC ao serviço das pessoas e, especialmente de quem mais precisa”, referiu.

PUBLICIDADE

Ana Paula Neves, secretária da ASASC tem experiência no voluntariado social em Samora Correia e reconhece que com a pandemia as necessidades agudizaram-se. 

“Há muita gente a precisar de ajuda. As instituições prestam um bom serviço mas não chegam a todos e há pessoas que sentem vergonha de pedir. Temos de ir ao seu encontro”, assinala

A ASASC pretende também ser uma voz activa de todos os que não têm voz junto das autarquias, instituições e dos decisores locais e centrais a quem cabe tomar decisões que interferem com a vida dos samorenses.

Nesse sentido o plano de actividades aprovado prevê diligências junto das autarquias e da administração central para retirar o trânsito pesado da EN118 e do interior da cidade, acompanhar a requalificação do centro antigo de Samora e reivindicar a construção de um parque verde com dimensão junto ao rio. O alargamento da oferta do ensino secundário e profissional também está na ordem de trabalhos da nova direcção.

Patrícia Malico, técnica da área social, e secretária da ASASC, realçou o trabalho a fazer junto das escolas, das famílias e da rede social existente para combater o abandono escolar e a desmotivação das crianças e jovens. Outra área que a ASASC pretende apoiar é o apoio a vítimas de violência e exclusão social com acompanhamento em parceria com as associações e organismos existentes.

Leonor Simões, fundadora e membro do conselho fiscal da ASASC, manifestou preocupação com a necessidade de encontrar um espaço para acolher a associação uma vez que a actual sede provisória na antiga biblioteca será demolida para dar forma ao projecto de intervenção urbana no centro antigo da cidade.

Este será um dos temas a abordar numa reunião a agendar com a Câmara Municipal de Benavente que a ASASC elege como entidade fundamental para apoiar a concretização dos objectivos.   

Júlio Pereira sócio número 1 da ASASC e principal mentor da associação disse deixar a presidência da ASASC com a consciência de ter feito o melhor e saudou “a entrada de sangue novo na associação” que tem a particularidade de não cobrar quotas.

Os sócios pagam apenas dois euros no acto da inscrição e nos casos de comprovada insuficiência financeira podem ser isentados mediante decisão da assembleia geral.  

A nova equipa pretende criar protocolos com empresas, lojas, comércio e serviços no sentido de assegurar financiamento e donativos em bens que possam ser doados a quem precisar.

A tomada de posse dos novos órgãos sociais da ASASC está agendada para sexta-feira 21 de Maio às 21h00 na sede da ASASC.

O presidente da direcção da ASASC é Nelson Lopes, a vice-presidente Paula Cristina Rego e tesoureira Florbela Balbino. Carlos Salvador preside à Mesa da Assembleia-Geral, tendo Otelinda Carreira como vice-presidente e Edgar Correia como 1º secretário. O presidente do Conselho Fiscal é Francisco Norberto Cordeiro.

PUBLICIDADE
Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…

Morreu Asdrúbal, figura de Santarém

Asdrúbal, figura icónica e popular de Santarém, faleceu na madrugada deste domingo,…