A TAGUS – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior está a preparar um encontro para debater os desafios dos artesãos e produtores agro-alimentares. A iniciativa irá decorrer na Casa-Memória de Camões, em Constância, às 17h00, do próximo dia 20 de Junho.

A casa, em Constância, dedicada ao poeta que enalteceu Portugal através dos Lusíadas, acolhe uma sessão dirigida a produtores e artesãos de Abrantes, Constância e Sardoal. Falar destes produtos genuínos portugueses, quais os desafios e como, através da inovação e do trabalho conjunto, se pode ultrapassar os obstáculos do dia-a-dia, são os objectivos desta acção da TAGUS.

Este encontro temático contará com as intervenções da ATHACA – Associação de Desenvolvimento das Terras Altas do Homem, Cávado e Ave, da B’TEN – Business Talent Enterprise Network e da TerraProjectos – Consultoria Agrária, Agro-Alimentar e Ambiental, Lda.

A Associação de Desenvolvimento Local do Minho, através do seu Técnico Coordenador, partilhará a experiência de como foi construir a “Rota do Linho e do Ouro”, um projecto nacional exemplar não só em termos culturais, como também sociais e turísticos. Outro testemunho será o do empreendedor João Pereira, fundador das empresas TerraProjectos e da Beira Baixa Inesquecível Lda – Turismo de natureza e gastronomia beirã, membro da direcção de várias associações e cooperativas de produtores e ainda director da Revista Frutas, Legumes e Flores.

Já a B’TEN estará presente através de dois dos seus consultores. José Vasconcelos irá debruçar-se sobre o que mudou na actividade rural nestes últimos 30 anos, “como se passou de produção agrícola e alimentar artesanal baseada numa lógica de produção em que o escoamento estava garantido, para uma actividade em que impera a diferenciação e a garantia de escala”. Já a intervenção de Sérgio Lorga será sobre a evolução dos mercados, novos modelos de integração e dinamização de acções associadas ao artesanato.

O encontro, inserido no projecto Médio Tejo – Vive o Empreendedorismo, através do Programa Operacional Regional do Centro (Centro 2020), no âmbito do SIAC – Sistema de Apoio a Acções Colectivas e co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), terminará com a apresentação da TAGUS sobre as linhas futuras que tem preparadas para apoiar artesãos e produtores.

Esta iniciativa surge na sequência do trabalho que a TAGUS tem vindo a desenvolver junto dos artesãos e produtores agro-alimentares de Abrantes, Constância e Sardoal, com o objectivo de os ajudar a ultrapassar obstáculos e a tornarem-se ainda mais competitivos. Para mais informações e inscrições deve consultar o sítio na Internet da TAGUS em www.tagus-ri.pt, ou através do telefone 241 106 000.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.