“O nosso foco é a satisfação das necessidades dos munícipes e a promoção do concelho”

Ana Sofia da Fonseca Casebre é a vereadora responsável pelo pelouro da Cultura na Câmara de Almeirim. Com um longo percurso associativo, Ana Casebre integra o Grupo de Danças de folclore de Benfica do Ribatejo e faz parte do conselho jurisdicional da Associação de Dança Desportiva de Santarém desde 2005. Nesta entrevista ao Correio do Ribatejo, Ana Casebre, advogada de profissão, fala da crescente aposta do executivo municipal na área da cultura que, em breve, terá um novo impulso com a concretização do projecto de remodelação das antigas adegas do IVV, que vão ser transformadas num pavilhão multiusos. Segundo refere, o edifício, “pela sua dimensão e condições”, permitirá trazer ao concelho eventos com uma outra projecção.

Que planos tem o executivo para a cultura em Almeirim? Quais as grandes linhas de aposta? Manter a aposta na oferta cultural, com uma programação de qualidade, divulgar projectos culturais locais bem como dar continuidade a iniciativas culturais que são já uma referência, nomeadamente o Festival Guitarra D`Alma.

Quais eram as suas expectativas quando assumiu o cargo de Vereadora da Cultura? As minhas expectativas eram e são as melhores possíveis. Trabalhar com dedicação em prol do concelho, com o foco na satisfação das necessidades dos munícipes e na promoção do nosso concelho.

Que tipos de iniciativas têm sido tomadas pela Câmara Municipal para tornar Almeirim mais apetecível em termos culturais? Implementação de um programa cultural rico e diversificado com espectáculos e iniciativas que vão ao encontro a todos os gostos e idades, tais como ópera, teatro, ‘stand up comedy’, gospel, jazz, espectáculos infantis, entre outros.

Em Almeirim, a cultura é para todos? Sem dúvida. De forma a promover o acesso de todos às actividades culturais, para além da diversidade da programação, ou seja, termos programas para todos os gostos, acresce que o valor dos ingressos para os espectáculos são na sua maioria simbólicos e muitos deles gratuitos.

Na sua opinião, quais são os pontos culturais fortes do concelho? Destaco a Gala de Ópera que realizamos anualmente no Jardim da República em parceria com o Tenor Armando Calado e o Festival Guitarra D`Alma, o único festival do país dedicado à guitarra portuguesa, iniciativa do Município de Almeirim, tendo como director artístico o melhor intérprete de sempre da guitarra portuguesa, Custódio Castelo.

O projecto de remodelação das antigas adegas do IVV, que vão ser transformadas num pavilhão multiusos, será importante para o desenvolvimento cultural do concelho? Claro que sim, uma vez que, pela sua dimensão e condições, nos permitirá trazer ao concelho eventos actualmente ainda não conseguimos concretizar.

Viagem? EUA.

Música imprescindível? Portuguesa.

Quais os seus hobbies preferidos? Dança e viagens.

Se pudesse alterar um facto da história qual escolheria? Nada acontece por acaso, por isso não alterava nada.

Se um dia tivesse de entrar num filme que género preferiria? Comédia, porque rir é sempre o melhor remédio!

O que mais aprecia nas pessoas? Humildade.

O que mais detesta nelas? Arrogância.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS