De 6 a 11 de setembro, Santarém irá receber aquele que é o seu Festival de Folclore com maior notoriedade e dimensão.

O Festival “Celestino Graça”, que regressa depois de um interregno de dois anos, em resultado da Pandemia provocada pela Covid-19, é uma verdadeira festa.

Regressa e para uma 61ª Edição com um programa vasto e diversificado. Sobre o Festival, o Grupo Académico de Danças Ribatejanas e o Grupo Infantil, o Ludgero Mendes, em particular e muitos outros, têm ao longo dos anos exaltado sobre os seus méritos e virtudes e também, porque não dizer, refletido sobre o distanciamento crescente com que a Cidade tem vindo, ando após ano, a lidar com o Festival.

A passagem para a Casa do Campino, no cento da cidade, deveria ter funcionado como um fator potenciador para uma maior presença de público.

Mas, infelizmente, tal nem sempre se verificou.

O esforço e dedicação dos elementos que integram o Grupo Académico, na organização de um evento desta dimensão, que se constitui como um grande certame de afirmação cultural, no respeito pelas tradições que importa preservar, é merecedor do nosso aplauso e presença.

Neste ano do regresso, de 8 a 11 de setembro, pelas ruas do centro histórico, no W.Shopping, na Casa do Brasil e na Casa do Campino, haverão muitos e bons motivos para a presença do publico.

O Grupo Académico, como sempre o tem feito, organizou uma estratégia de divulgação do Festival, em diversos suportes de comunicação, pelo que dificilmente se poderá dizer que não se sabe da sua existência.

Da divulgação do Fandango, à gastronomia, ao artesanato, a uma Gala de Fado, a uma sessão de música popular, aos jogos tradicionais, à exposição de fotografias, entre outros, são muitos os momentos e manifestações culturais que este Festival envolve e oferece.

Acresce ainda a presença de Grupos Internacionais, que nos trazem a representação da sua cultura, trajes e danças, nomeadamente da vizinha Espanha, uma presença tradicional e representada ao longo da história do festival por grupos de diversas regiões, e países de latitudes bem mais distantes como a Índia e o México.

Santarém irá reunir em mais um Festival “Celestino Graça”, Grupos Folclóricos representantes de diversos continentes, o que lhe confere uma dimensão Internacional e permite voltar a evidenciar uma capacidade organizativa, que merece ser realçada, com que os elementos do Grupo Académico se empenham para que o Festival possa ser, sempre e em cada ano, cada vez melhor.

Tendo todos, dos mais novos aos mais velhos, a perfeita noção da responsabilidade de organizar um evento desta dimensão.

Assim, Santarém lhe saiba retribuir em presença de público.

É só isso que se pede.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.

Homem morre esmagado em acidente de trabalho em Alpiarça

Um homem morreu num acidente de trabalho, esmagado por uma máquina de…