“O RIBATEJO é uma das regiões que maior taxa de crescimento tem no país em matéria de absorção de fundos comunitários”

O Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão, Nelson de Souza, presidiu à sessão de encerramento do NERSANT Business 2018, que este ano juntou 200 empresários e delegações de 38 países, vindas de todo o mundo. No total foram realizadas 1026 reuniões de negócios. O governante reconheceu a importância da Associação Empresarial da Região de Santarém para o apoio aos empresários e ao desenvolvimento da região do Ribatejo. Por seu turno, Salomé Rafael, Presidente da NERSANT, destacou que o NERSANT Business é uma aposta ganha, sublinhou a necessidade de medidas do Governo para que as empresas portuguesas possam ser mais fortes e competitivas para enfrentarem os atuais desafios e manifestou a disponibilidade da NERSANT para participar em todas as medidas e projetos que visem apoiar as empresas e contribuir para o desenvolvimento regional. O fórum internacional de negócios, organizado pela Associação Empresarial da Região de Santarém, já vai na sua 7ª edição e é uma das maiores mostras de networkig em Portugal.

O Secretário de Estado do Desenvolvimento e Coesão começou por afirmar que “já lá vão os tempos em que podíamos confinar os nossos desafios às nossas regiões. Agora as empresas disputam em mercados abertos”. O governante prosseguiu fazendo um elogio à região do Ribatejo pela capacidade de absorver fundos comunitários, salientando que “o Ribatejo é uma das regiões que maior taxa de crescimento tem no país em matéria de absorção de fundos comunitários. Até 30 de junho, no âmbito do Portugal 2020, esta região foi capaz de absorver 500 milhões de euros. O que representa uma quantia sem qualquer tipo de precedente nos anteriores quadros comunitários. Destes 500 milhões, metade deste investimento é investimento empresarial de natureza privada”. Nelson de Souza destacou ainda a atividade da NERSANT, que “continua com a mesma pujança, dinamismo e com maior presença porque os tempos são mais difíceis e mais complexos”, e o evento NERSANT Business. “Tantos empresários de tantos sítios aqui para criar parcerias e detectar oportunidades de negócio é, de facto, a atitude que nos é pedida para que possamos ser competitivos”, rematou.

Salomé Rafael referiu que “a evolução, quantitativa e qualitativa que o NERSANT Business tem registado, mostra que esta foi uma aposta ganha. Mas o grande mérito deve ser dado às empresas ribatejanas, produtoras de bens e serviços inovadores e de grande qualidade, que suscitam o interesse de novos clientes, em mercados internacionais”. A Presidente da NERSANT aproveitou ainda a presença do governante para transmitir algumas considerações ao Governo: “Consideramos que a reprogramação do actual Quadro Comunitário foi bem conseguida e reconhecemos o esforço. Existiu a preocupação de reforçar financeiramente algumas áreas, como os incentivos às empresas. O reforço de outras áreas como os SIAC, formação profissional, formação para as empresas é também por nós sinalizado como muito positivo. Relativamente ao Financiamento, aguardamos que as medidas incluídas no Programa Capitalizar sejam efectivamente implementadas. O financiamento através de fundos para a recapitalização das empresas e a adopção de medidas que favoreçam o investimento são medidas que também temos vindo a propor. Relativamente ao próximo Quadro Comunitário de Apoio, esperamos que o governo olhe para as empresas como os verdadeiros motores do desenvolvimento económico e não só como uma fonte de receita fácil.” Para finalizar, a responsável manifestou a disponibilidade da NERSANT para “trabalhar em parceria com todos os agentes locais, com os municípios, com as CIM`S, instituições de ensino superior, comunidade científica, em todas as medidas e projectos que visem apoiar as empresas e contribuir para o desenvolvimento regional”.

Estiveram presentes delegações estrangeiras de 38 países: Alemanha, África do Sul, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Bósnia, Bulgária, Cabo Verde, Canadá, Colômbia, Emiratos Árabes Unidos, Equador, Estados Unidos da América, Finlândia, França, Holanda, Hong Kong, Hungria, Índia, Irão, Lituânia, Marrocos, México, Moçambique, Namíbia, Paraguai, Peru, Polónia, Qatar, Reino Unido, República Checa, Roménia, São Tomé e Príncipe, Senegal, Sérvia e Tunísia.

Foram muitos os sectores de actividade representados, com destaque para a agro-indústria, comércio de produtos agro-alimentares e bebidas, construção civil e obras públicas, materiais de construção, energias renováveis/alternativas, metalomecânica, transportes e logística, tecnologias da informação e da comunicação (TIC), entre outros.

O NERSANT Business permite que cada um dos empresários portugueses que participam no evento possa reunir no mesmo espaço com empresários estrangeiros, com o objectivo de apresentar a sua empresa, o seu negocio, produto ou serviço e daí obter mais-valias comerciais. Há um trabalho prévio por parte da NERSANT no sentido de elaborar um calendário de reuniões B2B para cada um dos participantes e de acordo com os seus objectivos específicos. Depois de realizadas mais de 1000 reuniões nos dois primeiros dias do encontro, o terceiro e último é dedicado a visitas às empresas portuguesas participantes.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O NERSANT Business tem como objectivos proporcionar a realização de negócios entre os empresários ribatejanos e de todo o país com os empresários estrangeiros, promover a internacionalização das empresas e dar a conhecer aos investidores presentes as potencialidades do Ribatejo, nomeadamente as infra-estruturas de acolhimento existentes, entre as quais se incluem Centros Tecnológicos, cinco novos Parques de Negócios e escolas profissionais que trabalham em cooperação com empresas e instituições de ensino superior.

Esta é a 7ª edição do NERSANT Business, que tem, ao longo dos anos, obtido um crescimento assinalável. É uma iniciativa desenvolvida no âmbito do projecto Ribatejo Global, aprovado pelo COMPETE 2020 no âmbito do SIAC e financiado pela União Europeia através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS