O grupo de cidadãos escalabitanos entregou no sábado, 28 de Novembro, a petição “pelo desvio da linha ferroviária do Norte na zona de Santarém“, que reuniu 1098 assinaturas (1063 das quais online), na Assembleia da República.

A petição exige que o desvio da Linha do Norte, com a construção de uma nova estação ferroviária numa zona periférica da cidade, seja contemplado no Plano Nacional de Investimentos (PNI 2030).

Num comunicado, o grupo de cidadãos lembra que “a construção da variante e aumento da velocidade máxima de circulação entre Santarém e Entroncamento (troço Vale de Santarém-Entroncamento)” estava inscrita no relatório do PIN 2030 divulgado em Janeiro de 2019, tendo desaparecido do documento apresentado pelo Governo no passado dia 22 de Outubro.

PUBLICIDADE

“Como é sabido, o adiar sucessivo deste projecto constitui um perigo iminente e constante de derrocada das barreiras sobre a linha do comboio na zona da Ribeira de Santarém que, a acontecer, resultaria numa mais do que provável catástrofe com eminentes perdas humanas”, afirma a mesma nota. 

O grupo de cidadãos escalabitanos deve ser agora recebido na Assembleia da República para uma audição em sede de comissão parlamentar.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Jogador do Alverca em estado grave no hospital após paragem cardiorrespiratória

O futebolista brasileiro Alex Apolinário, do Alverca, encontra-se em estado grave e…

Distrito de Santarém apenas com um concelho em Risco Muito Elevado

O Governo reviu ontem a listagem dos concelhos de risco e o…