População de Pernes indignada com “ar irrespirável” proveniente de suiniculturas

A população de Pernes está indignada com o “cheiro nauseabundo” que torna o “ar irrespirável” e que se está a sentir na vila já há dois dias consecutivos. Os moradores apontam o dedo às suiniculturas que existem a montante daquela zona e suspeitam que se trata de uma descarga ilegal proveniente de alguma das várias explorações pecuárias existentes ao longo das margens do Rio Alviela.

“Hoje de manhã, os cheiros, alegadamente provenientes das suiniculturas, eram extremamente fortes. O ar estava completamente irrespirável e entrava pelas casas dentro”, descreveu ao nosso jornal Stany Gonçalves, um dos residentes que apresentou denúncia do caso ao Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA) da GNR e também junto das autoridades municipais.

“A nossa esperança é que as autoridades consigam encontrar a origem e actuem em conformidade”, referiu, dizendo que, nos últimos tempos esta situação têm-se agravado.

PUBLICIDADE

“Parece que estamos na Idade Média”, desabafou Stany Gonçalves, sublinhando que a população de Pernes “está farta” dos sucessivos episódios caudados por “indústrias poluentes”.

“Aqui há uns anos, o principal problema estava relacionado com a indústria de curtumes. Agora, é o cheiro pestilento das suiniculturas. Estamos fartos”, declarou.

Segundo apurou o Correio do Ribatejo, também a Câmara de Santarém fez chegar ao SEPNA uma queixa no sentido de se apurarem as responsabilidades em mais este caso de poluição no concelho.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS