Posto de turismo reabriu na Barquinha com venda de produtos locais

O Posto de Turismo de Vila Nova da Barquinha reabriu ao público, no passado dia 3 de Julho, agora com loja de ‘merchandising’ e “forte aposta na comercialização de produtos locais”, funcionando como “montra” para artesão, artistas e produtores do concelho.

A funcionar desde 2013 no edifício do Centro Cultural e do Centro de Interpretação Templário de Almourol, junto ao Parque de Escultura Contemporânea, o espaço reabre com as presenças do Lagar do Casalinho (azeite), Tesouros de Almourol (licores), Ana Dias (ceramista), Miguel Homem (artesão), Associação dos Apicultores do Tejo e Sorraia, Mona Martins (designer) e Francisco Dias (aguarelista), afirma uma nota do município.

Salientando que “a arte pública é uma das marcas” do concelho – com obras de Vhils em todas as freguesias e de Alberto Carneiro, Ângela Ferreira, Carlos Nogueira, Cristina Ataíde, Fernanda Fragateiro, Joana Vasconcelos, José Pedro Croft, Pedro Cabrita Reis, Rui Chafes, Xana e Zulmiro de Carvalho no Parque de Escultura Contemporânea -, o município afirma que este é apenas um dos muitos produtos turísticos disponíveis.

PUBLICIDADE

No posto de turismo é ainda possível encontrar informação sobre os monumentos nacionais Castelo de Almourol e Igreja Matriz de Atalaia, sobre as descidas de canoagem, saltos de paraquedas, passeios de charrete até à Quinta da Cardiga ou em barco solar no rio Tejo desde Almourol a Vila Nova da Barquinha, bem como sobre o novo fluviário “Foz do Zêzere”, na Praia do Ribatejo, acrescenta a nota.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS