Os preços mundiais dos produtos alimentares atingiram no ano de 2022 os níveis mais altos de sempre, com a guerra na Ucrânia, afirmou hoje , 6 de Janeiro, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

Mas, em Dezembro, o índice de preços alimentares da FAO, que segue a variação de preços a nível internacional de um cabaz de produtos básicos, continuou em queda pelo nono mês consecutivo, recuando 1,9%, baixando para um nível inferior ao de há um ano.

Em Março, os preços mundiais de produtos alimentares atingiram os “níveis mais altos de sempre”, segundo a FAO, com a invasão russa da Ucrânia a perturbar os mercados, elevando o risco de crise alimentar mundial.

“Os preços mundiais do trigo e do milho atingiram máximos recordes durante o ano”, disse a agência da ONU, sendo a Ucrânia um grande produtor de cereais, mas também de óleo de girassol.

Os preços no índice da FAO de óleos vegetais também aumentaram e os da carne e de produtos derivados do leite também atingiram “os níveis anuais mais altos desde 1990”.

Os preços dos produtos alimentares voltaram, no entanto, a descer em abril, o que se mantém há nove meses consecutivos.

“É bom que os preços dos alimentos estejam a acalmar após dois anos muito voláteis”, disse Máximo Torero, economista-chefe da FAO, em comunicado, acrescentando que é fundamental “continuar vigilante e atenuar a insegurança alimentar mundial”.

“Os preços globais dos alimentos permanecem em níveis altos, com muitos produtos ainda perto dos valores recorde, com os preços do arroz em alta e havendo ainda muitos riscos associados a futuros abastecimentos”, assinalou.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.