Prisão preventiva para os três suspeitos de abuso sexual sobre oito vítimas em Tomar

Três homens detidos em Tomar por suspeita de abuso sexual de crianças, violação e violência doméstica agravados, cometidos, nalguns casos durante décadas, sobre oito vítimas, ficaram em prisão preventiva.

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou em comunicado a detenção dos três homens, que foram ouvidos na sexta-feira em primeiro interrogatório judicial no Juízo de Instrução Criminal de Santarém, que determinou a prisão preventiva para os três suspeitos.

Na nota divulgada, a PJ afirma que os três homens, com 38, 43 e 71 anos, têm relações de parentesco com as vítimas, todas do sexo feminino e que foram “sujeitas a actos sexuais de relevo, bem como maus-tratos físicos e psíquicos”.

PUBLICIDADE

Os crimes foram “cometidos de forma transgeracional ao longo dos últimos 40 anos”. As oito vítimas têm idades entre os 5 e os 68 anos.

Segundo a PJ, os factos foram conhecidos recentemente, tendo-se iniciado de imediato as diligências investigatórias que levaram à detenção dos suspeitos, após a emissão de mandados de detenção pela autoridade judiciária competente.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS

ADICIONAR COMENTÁRIOS

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *