Projeto CDLS 4G avança na Chamusca focado na comunidade sénior e nas famílias

O Município da Chamusca e a Santa Casa da Misericórdia da Chamusca inauguram e apresentam oficialmente o projecto social de intervenção comunitária CLDS 4G, no próximo dia 5 de Agosto, às 15h00, no espaço que vai funcionar como sede da iniciativa, situado na Rua Vimioso, Bloco 11.

Na cerimónia de inauguração do CLDS 4G, que está limitada a alguns convidados devido à situação da pandemia, vão ser apresentados os principais eixos de acção do projecto.

Denominado “Chamusca Abraça CLDS 4G” (Contratos Locais de Desenvolvimento Social, 4ª Geração), é um projecto financiado pelo Fundo Social Europeu, tem como Entidade Promotora e Entidade Local Executora da Ação (ELEA) o Município da Chamusca, sendo a Santa Casa da Misericórdia da Chamusca a Entidade Coordenadora Local da Parceria (ECLP). Tem como objectivo estratégico promover a inclusão social de grupos populacionais que revelem maiores níveis de fragilidade social.

PUBLICIDADE

O projecto irá desenvolver as suas acções em dois eixos, nomeadamente: Eixo 2 – Intervenção familiar e parental preventiva da pobreza infantil; Eixo 3 – Promoção do envelhecimento activo e apoio à população idosa.

No domínio do eixo 2, o projecto propõe fazer a inclusão e integração de famílias multiassistidas, criando iniciativas de inclusão social e de promoção de competências pessoais, parentais e sociais.

No eixo 3, o objectivo principal é desenvolvimento de medidas de envelhecimento activo e que melhorem a qualidade de vida da população idosa e das pessoas com dependência do concelho da Chamusca, assegurando os seus direitos básicos, sociais e de cidadania.

Na actuação junto da população sénior, estas são as cinco acções previstas pelo projecto: “Seniores Ativos” (promoção da melhoria da qualidade de vida e de hábitos de envelhecimento saudável e activo); “Sabedor’Idade” (dinamização das Universidades/Academias Séniores;) “Dar Vida aos Anos” (actividades de inclusão social e envelhecimento activo); “+Laços – Sós” (promoção do voluntariado de proximidade, envolvimento e sensibilização da comunidade para a temática do envelhecimento); “Cada um Conta” (preservação e recuperação do património cultural imaterial do concelho, sobretudo das memórias da oralidade, estimulando deste modo as capacidades cognitivas dos seniores).

A equipa técnica do projecto está já a trabalhar no terreno há algum tempo, tendo desenvolvido reuniões com IPSS’s, juntas e uniões de freguesia, com profissionais da área da saúde, directamente com a população idosa em visitas domiciliárias e também organizou uma actividade aberta ao público, que decorreu no passado dia 27 de Julho, o Yoga para Avós e Netos, uma proposta intergeracional que juntou seniores e os seus netos no Parque Municipal da Chamusca.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS