PSP disponibiliza pulseiras para encontrar crianças perdidas

A PSP vai disponibilizar a partir desta quinta-feira, 25 de Junho, as pulseiras que ajudam os pais e educadores a localizar crianças entre os dois e os 10 anos que estejam perdidas.

Em comunicado, a Polícia de Segurança Pública refere que a validade das pulseiras da edição deste ano “Estou Aqui! Crianças” é prolongada até 15 de Julho devido à crise pandémica.

A PSP sublinha que os pais, tutores ou responsáveis podem inscrever, a partir de quinta-feira, as crianças entre os dois e os 10 anos na edição deste ano do programa no site https://estouaqui.mai.gov.pt.

PUBLICIDADE

Aquela força de segurança explica que, após a inscrição, o requerente terá de deslocar-se a uma das esquadras da PSP aderente ao programa para levantar a pulseira, previamente activada pela polícia.

Através deste programa, os pais podem solicitar uma pulseira com um código alfanumérico que permite, no caso da criança se perder, chegar ao contacto com os pais, educadores ou tutores de uma criança, refere a PSP, garantindo que os dados “são única e exclusivamente geridos” pela polícia.

De acordo com a PSP, a pulseira permite que a pessoa que encontre uma criança perdida a sinalize via 112, chamada que é depois encaminhada para a PSP que dispõe dos dados associados à pulseira e, “de forma célere, contacta os pais, educadores ou tutores da criança que se encontre perdida, promovendo o reencontro”.

O programa “Estou Aqui” teve início em 2012 e desde então já foram distribuídas quase 375.000 pulseiras, 77.000 das quais na última edição desta iniciativa.

De acordo com a PSP, nos primeiros três anos do programa as pulseiras só estavam activas durante os meses de verão, passando em 2017 a ter uma duração anual.

No ano passado, a PSP registou oito casos de crianças que se perderam e em que as pulseiras foram activadas.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS