Santa Casa da Misericórdia de Pernes assinala 431 anos

A Santa Casa da Misericórdia de Pernes (SCMP) assinala este ano os seus 431 anos de existência. Para assinalar tal efeméride, organizou hoje um seminário subordinado ao tema “Património de Sempre e para Sempre”, aproveitado o Ano Europeu do Património.

Para Manuel João Maia Frazão, provedor da Santa Casa da Misericórdia de Pernes, património não significa, neste contexto, apenas o património material, mas também a história, a cultura, a tradição e, mais importante ainda, o património humano.

“Mais que um encontro uma partilha em páginas de misericórdia” foi o tema escolhido para assinalar este aniversário e este dia, que se iniciou com a abertura da Feira do Livro, composta por todas as obras editadas pelas ‘Santa Casa’ dos distritos de Santarém, Açores, Aveiro, Beja, Braga, Bragança, Castelo Branco e Coimbra, seguindo-se de mais um lançamento da SCMP, um livro de fotografia, da autoria do utente Lúcio Caldeira, um apaixonado pela fotografia, que aos 80 anos ainda continua a fazer desta a sua companhia diária.

Manuel João Maia Frazão, em declarações ao Correio do Ribatejo, falou de como a sua instituição encara este património, esta história dos seus utentes, que nesta instituição muitas vezes depositam a confiança e a guarda dos seus pertences e das suas memórias, guardados e expostos no Museu da Memória, espaço onde decorrem as actividades deste dia.

Sobre o seminário que se iniciou após o almoço, o Provedor falou na finalidade que o mesmo tem de, em conjunto com as Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, Porto e Coimbra, debater e falar sobre esta herança patrimonial de bens e pessoas que as Misericórdias são cuidadoras e repositárias, mas também do património histórico-cultural, através da visão e testemunho de vários oradores, entre eles o Bispo de Santarém, D. José Traquinha e o Padre Joaquim Ganhão, que falará da experiência de preservação do património, através do exemplo do Museu Diocesano de Santarém.

Ao terminar, Manuel Frazão afirmou que para ele e para a sua instituição, “cuidar de alguém é também cuidar do seu património, das suas pertenças e da sua história, sendo isso que a SCMP pretende”, com as suas valências e com o seu museu, que além de espólio de antigos e actuais utentes, também mostra outros utensílios ligados à vida e à vila de Pernes, como é exemplo o espólio do Dr. Manuel Ferreira da Silva, o último médico a ir fazer partos de casa em casa e cujo recheio do seu consultório é possível visitar neste espaço.

info, , , , , , , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS