“Santarém Cultura”, projecto cultural para o concelho, já está em desenvolvimento

A Câmara Municipal de Santarém lançou um concurso público para desenvolvimento de um projecto cultural para o concelho, que denominou de “Santarém Cultura”, o qual foi ganho pela empresa J. Aidos-Consultadoria e Gestão de Projectos, Lda. O contrato foi assinado no dia 03 de Agosto, por um período de um ano, no valor de 74 mil euros.

O projecto contempla, conforme definido no respectivo Caderno de Encargos, entre outras cláusulas: apoio na definição do Projecto Artístico, nomeadamente, na elaboração da programação artística em todos os espaços culturais municipais e no apoio da gestão cultural às freguesias do Concelho; apoio para a implementação de acordos de parceria e participação em redes de programação com associações e agentes culturais; coordenação de processos de candidaturas a fundos e a projectos; formação; construção do mapeamento cultural da região, com contributos para a elaboração do Plano Estratégico da Cultura de Santarém.

“Conforme tem sido divulgado, o Município pretende desenvolver um projecto cultural de abrangência concelhia, sempre em articulação com todos os agentes e associações culturais, objectivando a diversificação de actividades para todos os públicos e a cooperação de todos na projecção do concelho de Santarém no panorama cultural nacional”, sublinhou Inês Barroso, Vereadora da Cultura, nas primeiras reuniões de trabalho dos SMCT.

PUBLICIDADE

João Aidos é gestor, programador, produtor e engenheiro projectista com profunda ligação à rede e tecidos culturais em todo o território nacional, sendo também licenciado em Teatro com uma especialização em estudos teatrais. Tem estado ligado a inúmeros projectos no âmbito da Rede Nacional de Teatros e cineteatros, tendo exercido como cargos de maior relevo, o de Director-Geral das Artes no Ministério da Cultura e o de Director Artístico do Centro de Artes de Águeda (CAA). Coordenou ainda e foi autor de projectos de execução de recuperação/construção de vários teatros, entre os quais o Teatro Virgínia em Torres Novas, do qual era programador, assim como de toda a actividade cultural do município torrejano, e ainda dos Teatros Aveirense (Aveiro), José Lúcio da Silva (Leiria), do Municipal de Faro, Teatro-Cine de Fafe, Oficina Municipal da Cultura (Coimbra), Cine-Teatro Alba (Albergaria-a-Velha), Teatro Garrett (Póvoa do Varzim), e Espaço Oficina (Guimarães).

João Aidos foi fundador da ACTA – Companhia de Teatro do Algarve e Efémero – Companhia de Teatro de Aveiro, além de fundador “de várias redes de programação nacionais e internacionais, entre muitos outros projectos ligados à consultoria, planeamento cultural e gestão de projectos.

PUBLICIDADE
info, , ,

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS