A Câmara Municipal de Tomar apresentou, no passado dia 5 de Abril, o Plano de Hospitalidade Turística de Tomar, uma iniciativa integrada na Rede Património da Humanidade Centro de Portugal e que foi desenvolvida pela empresa EnZyme.

Segundo a autarquia, o objectivo deste plano é de dotar o município de “competências para a sua afirmação enquanto polo de atracção turística nacional e internacional”.

Para chegar a este plano, foi realizado um aprofundado trabalho de campo que incluiu a visita de clientes mistério e o contacto direto com os operadores turísticos locais, que conduziu à criação do website visit-tomar.com. Este portal inclui toda a oferta turística, pública e privada, do concelho, e que passa a ser a porta avançada de Tomar para todos aqueles que, em Portugal ou em qualquer outra parte do mundo, pretendam fazer uma visita ao território.

A partir de agora, todos aqueles que procurem informações turísticas sobre Tomar serão automaticamente direccionados para o visit-tomar.com, que se encontra para já disponível em português e inglês, mas preparado para futuramente ser traduzido noutras línguas.

PUBLICIDADE

No novo website, os utilizadores podem colocar quaisquer dúvidas em tempo real, que serão respondidas pelos técnicos de turismo do Município, assim como criar o seu próprio roteiro de visita aos vários locais de interesse disponibilizados.

A autarquia apresentou ainda as propostas da mesma empresa para a sinalização turística do concelho. Uma solicitação do município através de um estudo aprofundado de localização de sinalética, já aprovado, tendo a empresa apresentado também uma proposta concreta de execução gráfica, que será entretanto avaliada.

Foi também realizada uma acção de capacitação para os agentes turísticos, onde lhes foram apresentadas sugestões de melhorias, estando a Divisão de Turismo e Cultura a trabalhar para dar continuidade a esse plano de acções.

Na apresentação da iniciativa, quer a presidente da Câmara, Anabela Freitas, quer a vereadora Filipa Fernandes, reforçaram a importância do trabalho em rede entre o sector público e os privados nesta área do turismo como essencial para a captação de novos visitantes.

PUBLICIDADE
Leia também...

Primeiro Caminho Português de Santiago certificado é no Alentejo e Ribatejo

O Caminho Português de Santiago Central – Alentejo e Ribatejo (CPSC) é…

Percurso pedestre de 50 km liga Rio Maior a Fátima

O Caminho dos Candeeiros (Caminhos de Fátima), é o primeiro passo de…

Parque de Caravanismo de Santarém já tem fundos comunitários aprovados

O futuro Parque de Caravanismo de Santarém já tem os fundos comunitários…

Rio Maior aposta em baloiço turístico nas Salinas Naturais

A Câmara Municipal de Rio Maior instalou um novo baloiço turístico nas…