VÍDEO | Universidade da Terceira Idade de Santarém é “projecto vencedor”

A UTIS – Universidade da Terceira Idade de Santarém realizou, na tarde de hoje, dia 24 de Outubro, a cerimónia de abertura do ano lectivo 2019/2020, no Teatro Sá da Bandeira.

Na sessão solene, Vítor Barreto, Coordenador do Conselho Científico e Pedagógico da UTIS assinalou a crescente procura, sendo que, este ano, se encontram matriculados 400 alunos.

PUBLICIDADE

São 86 turmas que frequentam 51 disciplinas e sete actividades extracurriculares, num espaço que, segundo disse, se está a tornar “exíguo” e que precisa de crescer.

Nesse sentido, e aproveitando a presença dos presidentes da Câmara e União Freguesias da Cidade de Santarém – entidades parceiras da instituição – Vítor Barreto aproveitou para apontar a necessidade de disponibilizar mais espaço à instituição que actualmente ocupa uma área do ex-Presídio Militar.

“Muitas pessoas de Santarém viram a sua entrada na UTIS mais difícil porque começa a não haver espaço suficiente”, afirmou.

“A velhice não é um crime. A velhice é partilha. O envelhecimento é partilha e sabedoria e importa permitir que mais pessoas da nossa comunidade possam partilhar a sua sabedoria”, afirmou.

Ricardo Gonçalves, edil de Santarém e presidente do Conselho de Parceiros da UTIS no presente ano lectivo, (sucede a Mário Rebelo, Provedor da Santa Casa da Misericórdia), deixou a garantia que a autarquia está a preparar mais três salas para ampliar as instalações da UTIS.

“A Universidade da Terceira Idade de Santarém é um projecto vencedor”, afirmou Ricardo Gonçalves. Registando a grande envolvência de alunos e professores na comunidade, o autarca afirmou que a UTIS “é uma grande família” que promove “a criação de laços”.

Também Carlos Marçal, presidente da União Freguesias da Cidade de Santarém, elogiou o trabalho desenvolvido por esta instituição de ensino informal.

Considerando que a falta de espaço é um indicador de “crescimento e sucesso”, Carlos Marçal afirmou: “temos uma grande força de vontade de levar para a frente este projecto”.

A Tuna da UTIS, a Tocata de Cavaquinhos da UTIS e a turma de viola participaram nesta celebração da Universidade da Terceira Idade de Santarém, que incluiu ainda uma comunicação de Luís Barbosa, docente universitário aposentado, sobre as universidades da terceira idade em Portugal.

Para o académico, as Universidade da Terceira Idade têm tido um “papel fundamental” no incremento da qualidade de vida na terceira idade, fomentando o “processo activo de envelhecimento”.

“As sociedades olham para o envelhecer com uma atitude desfocada”, afirmou, dizendo ser necessária uma reflexão mais profunda sobre a questão da longevidade.

“Mais do que enclausurar a velhice em guetos, importa que a vida corra em profunda comunhão e partilha com os outros”, afirmou o docente, concluindo: “os momentos em que o Homem vive enquanto transeunte neste Universo têm de ser vividos com afecto”.

A UTIS é uma resposta social criada em Março de 2004, que funciona na Casa de Portugal e de Camões, e que tem por objectivo primordial a promoção do envelhecimento activo, saudável e bem-sucedido dos maiores de 50 anos do Concelho de Santarém. Em Março de 2020 celebra 16 anos.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS