Com uma mistura fresca de grunge, rock e o peso doom os Vulture of Portugal, banda ribatejana, apresentam ao vivo dia 7 de Dezembro, às 21h30, no Teatro Sá da Bandeira de Santarém “Now I Know”, um conjunto de cinco singles conceptuais que antecedem o novo disco com edição prevista para 2022.

Produzido e gravado maioritariamente em Santarém, a banda para “Now I Know”
procurou casas antigas e quintas para pano de fundo do trabalho, sempre num
ambiente único, rodeados pela lezíria e o Tejo. Os Vulture Of Portugal neste projecto abordam temas pessoais e sociais que levantam questões, que fazem pensar, mentiras desconfortáveis ou verdades inconvenientes.

Sempre cheio de contradições e sarcasmo, tornou-se num trabalho documental e autobiográfico que começou com a edição do primeiro disco em 2009, “Pick Up The Pieces”. Dá origem a mais de uma centena de concertos pelo país e centenas de milhares de visitas nas suas plataformas online.

PUBLICIDADE

No Ep “Doomed to Fail “, o conceito da “Regionalidade” é reforçado, a banda desloca estúdios móveis até quintas abandonadas no coração do Ribatejo de forma a garantir um som único, e os vídeos são gravados em locais emblemáticos da cidade como a antiga Escola Prática de Cavalaria, o Presídio Militar ou a Praça de Touros Celestino Graça. O reforço deste conceito dá aos Vulture of Portugal o reconhecimento da parte da plataforma online Myspace, que lhes dá o título de “Banda Revelação” levando-os a
novos públicos e novos festivais de músicas do mundo como por exemplo “Tour to Fail” em Londres.

Em 2018 começa assim uma nova fase, na qual os Vulture of Portugal juntam forças com alguns dos grandes talentos do Ribatejo. A inspiração para o primeiro videoclipe desta nova fase surgiu ao ver uma obra de “guerrilha” de Pedro Camilo, onde o artista usou um edifício em ruínas que fica na linha de comboio que liga o Entroncamento a Lisboa.

Artéria célebre que desenvolveu esta zona durante muitos anos, mas hoje se encontra envelhecida e cada vez mais em desuso. Um símbolo do que terá sido outrora a região do Ribatejo, com linhas de transporte, com muita afluência e visitantes! Mas hoje encontra-se em ruínas e esquecida… A motivação para continuar a fazer vídeos nos sítios mais emblemáticos da região continuou e escolheram o Teatro Rosa Damasceno, Zona Ribeirinha das Caneiras e mais recentemente a Quinta da Santarena com a participação especial do bailarino e coreógrafo Nuno Labau.

Os artistas reciclam estes espaços e dão-lhes o que parece ser o seu último propósito. Uma sátira, uma afirmação, um último erguer do seu braço antes de serem engolidos pelo pó. Seguindo esta linha incluíram também o actor mais irreverente e carismático, o escalabitano Pedro Gouveia para participar num dos vídeos e o tatuador João Teigas para criar uma edição especial de merchandising, pintada à mão, peças únicas e todas diferentes.

“Isto é exactamente o que nós tentamos fazer há 12 anos! Manter vivas pequenas vozes que ainda resistem, para que pelo menos fiquem documentadas. Deixamos muito para ser sentido ao vivo e a cores. Não queremos fazer parte de uma corrida ao pódio, queremos só escrever a nossa obra… sem prémios e sem recompensas. Vamos contar a nossa história como ela é. Um manto lento e pesado que cai sobre a plateia, que a deixa num estado introspectivo e melancólico, a experiência Vulture of Portugal não será leve e de fácil digestão, mas sim uma viagem aos seus assuntos mais importantes, aquilo que verdadeiramente conta. Para nós é mais importante o conteúdo do que a
embalagem. É importante termos um propósito e um fim. Queremos ser verdadeiros, criar uma obra que passe para o ouvinte a mesma sensação que temos. Por mais feia e desconfortável que seja e mesmo que isso não nos traga benefícios imediatos, vamos ter sempre esse objectivo”, refere a banda.

Ficha Técnica

Voz e Guitarra – Leonardo Meixieiro | Guitarra- João Casaca | Baixo –
Manuel Belo | Bateria – João Madeira | Teclados -Afonso Carvalho

Classificação Etária M/8 | Duração 01h00 | Preço 5€ (preço único)

Bilhetes à venda no TSB, na BOL e nas lojas Worten, CTT e FNAC.

Horário de bilheteira física (Teatro Sá da Bandeira) de terça a sexta-feira
11h – 14h

A bilheteira abre 1 hora antes da sessão.

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia também...

A herdade no Alviela e o pergaminho que ia para o lixo

Pergaminho do século XII salvo do lixo em Vale de Figueira.

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Feira Nacional da Agricultura realiza-se entre 9 e 13 de Junho em Santarém

A Feira Nacional da Agricultura/Feira do Ribatejo (FNA) vai realizar-se entre 9…

Gilberto Gil dá concerto com Adriana Calcanhotto em Santarém

A 7 de Novembro.