178 empresas criadas no distrito de Santarém em Setembro e Outubro

O distrito de Santarém viu nascer no passado mês de Outubro mais 95 empresas, segundo os dados divulgados pela NERSANT, a Associação Empresarial da Região de Santarém. Em Setembro foram constituídas 83 empresas, o que totaliza 178 empresas criadas nestes dois meses.

Santarém continua a liderar a tabela, com a criação de 17 sociedades neste mês, à frente dos concelhos de Ourém e Tomar, com 10 sociedades criadas cada.

Em Outubro de 2018 tinham sido criadas 86 empresas.

Na terceira posição está o concelho de Rio Maior, com a criação de nove empresas, seguido de Torres Novas, com a constituição de oito. Almeirim surge logo a seguir, com a criação de seis empresas, seguido dos concelhos de Benavente, Cartaxo, Entroncamento e Ferreira do Zêzere, que apresentaram, em Outubro, a criação de cinco empresas em cada território.

Coruche criou quatro sociedades em Outubro e Abrantes, Alcanena, Golegã, Mação e Vila Nova da Barquinha, contribuíram com a criação, em cada concelho, de duas empresas. Salvaterra de Magos criou, no período analisado, apenas uma empresa. Alpiarça, Chamusca, Constância e Sardoal não apresentaram, em Outubro, criação de empresas.

Relativamente aos sectores de actividade, destaque para a criação de empresas relacionadas com comércio por grosso (11), comércio de veículos automóveis (8), comércio a retalho (8), construção de edifícios (residenciais e não residenciais) (5), restaurantes tipo tradicional (5), actividades dos serviços relacionados com a agricultura (3), cafés (3) e compra e venda de bens imobiliários (3).

Os homens continuam a ser os que mais criam empresas. Em Outubro, 73 empreendedores do sexo masculino (77%) foram promotores de novos negócios, enquanto as mulheres criaram 22 empresas (23%).

Em Setembro, 20 dos 21 concelhos criaram empresas

O mês de Setembro criou ligeiramente menos empresas do que em Outubro. Ao todo, foram constituídas 83 empresas, sendo que 20 dos 21 concelhos do distrito de Santarém criaram empresas.

O concelho de Santarém liderou a tabela neste mês, com 15 empresas constituídas, seguido de Benavente, com a criação de 10 empresas. Ourém posicionou-se em terceiro lugar, a par do concelho de Torres Novas, com a criação de nove empresas em cada território. Almeirim surge de seguida com a constituição de oito empresas.

Coruche e Rio Maior contribuíram com a constituição de quatro sociedades em cada concelho, seguindo-se Abrantes, Entroncamento, Ferreira do Zêzere e Tomar, com a criação de três empresas em cada território. Cartaxo, Chamusca e Salvaterra de Magos criaram duas empresas em cada concelho, sendo que os concelhos de Alcanena, Constância, Golegã, Mação, Sardoal e Vila Nova da Barquinha criaram, em cada território, uma empresa. Alpiarça foi o único concelho do distrito que não apresentou criação de empresas.

Comércio a retalho (8), restaurantes tipo tradicional (6), construção de edifícios (residenciais e não residenciais) (6), comércio por grosso (6), compra e venda de bens imobiliários (4), outras actividades de saúde humana, n.e. (3), actividades de programação informática (3), actividades de mediação imobiliária (3) e fabricação de lâmpadas elétricas e de outro equipamento de iluminação (2) foram os sectores de actividade que mais contribuíram para o ranking de Setembro.

Prevalecem os gestores homens, com 64 empresas criadas (77%), em detrimento das mulheres, que criaram 19 negócios em Setembro (23%).

De referir que Setembro de 2019 apresentou menos 23 empresas criadas do que em igual período do ano passado, onde foram constituídas 106 empresas.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS