O presidente da Câmara do Sardoal escreveu à ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, pedindo a intervenção do Governo na melhoria da cobertura das redes móvel e de Internet no interior do país.

“Não chega termos 70% do país coberto. Tem de ser 99%”, disse Miguel Borges à Lusa, salientando que as comunicações são essenciais para que o “muito do bom” que existe no interior do país seja atractivo para a fixação de pessoas.

“Com a covid-19 muita gente redescobriu o interior do país e o que de bom tem, mesmo para viver, mas existe este ‘mas’”, disse, salientando que as “muitas zonas cinzentas” nas redes de comunicações não favorecem quem pode trabalhar à distância nem as empresas que aí existem.

PUBLICIDADE

Para o autarca, se a interioridade se tornou “sinónimo de qualidade”, falta o “’click’ para verdadeiramente trazer gente e desenvolver” estas regiões.

“Fizeram-se autoestradas, construíram-se equipamentos, apostou-se na qualidade de vida, mas falha o essencial”, disse, frisando que não basta a boa acessibilidade viária, pois “se não existir uma boa cobertura” das redes de comunicações “as pessoas não vêm”, situação para a qual, disse, tem vindo a chamar a atenção do Governo.

PUBLICIDADE
Leia também...

Salvador, Bebé do Ano em Santarém, recebe cheque-prenda do Correio do Ribatejo/Sonae

Salvador da Silva Carlota foi o primeiro bebé a nascer no dia…

João Manzarra apela à adopção de cães abandonados em Santarém

João Manzarra, conhecido apresentador de televisão, esteve esta sexta-feira, 15 de Novembro,…

Estatuto do Antigo Combatente assegura um “tardio, mas justo reconhecimento”

O parlamento aprovou, no passado dia 23, o Estatuto do Antigo Combatente,…

Empresário de Santarém é o mandatário nacional da candidatura de André Ventura às presidenciais

Rui Paulo Sousa, o empresário de Santarém de 53 anos, vai ser…