A autarquia do Cartaxo vai ter quatro assembleias de voto disponíveis para que os eleitores possam exercer o direito ao voto antecipado em mobilidade. As mesas estarão localizadas no Pavilhão do Inatel e funcionarão no domingo, dia 23 de Janeiro, das 8h00 às 19h00.

O voto antecipado em mobilidade está disponível para todos os eleitores recenseados no território nacional, sendo necessário fazer um pedido expresso para o efeito, entre os dias 16 e 20 de Janeiro, conforme informação disponível na plataforma electrónica www.votoantecipado.mai.gov.pt.

Entre 20 e 23 de Janeiro está disponível a inscrição para voto antecipado para quem resida em estrutura residencial (lar) ou instituição similar que se situe no concelho onde o eleitor está recenseado, assim como, para quem se encontre em confinamento obrigatório decretado pelo SNS, por força da pandemia da doença COVID-19.

A Câmara Municipal do Cartaxo, responsável pela organização dos actos eleitorais no território do município, está a “criar todas as condições para que as eleições legislativas possam decorrer com a máxima segurança, quer para os eleitores, quer para quem vai integrar as mesas de voto”, explicou o presidente da Câmara Municipal, João Heitor, que referiu “o papel essencial das juntas de freguesia na organização das eleições”.

Para o autarca, o reforço das mesas dedicadas ao voto antecipado, que no Cartaxo serão o dobro do que no último acto eleitoral, possibilita a mais eleitores, optar por esta modalidade de voto.

João Heitor informou que “a Câmara Municipal está a trabalhar para que os eleitores se sintam seguros para exercer o seu directo de voto”, destacando que nas assembleias de voto será cumprido o distanciamento, os membros das mesas terão máscaras disponíveis e em todas as mesas de voto haverá álcool gel para desinfecção das mãos, quer para os membros da mesa, quer para os eleitores.

O presidente garantiu que “estamos prontos para dar resposta a qualquer decisão que venha a ser tomada pela administração central. Tudo faremos para que todas os eleitores possam votar em segurança, para eles próprios, para os demais eleitores e para quem integra as mesas de voto”, referindo-se à decisão inicial da administração central para eleitores em isolamento profiláctico, que apenas podem inscrever-se para voto antecipado se o seu isolamento tiver sido decretado antes do dia 22 de Janeiro, o que poderá vir a ser alterado.

Também no que se refere à possibilidade de organização do acto eleitoral para utentes de lares de idosos, a Câmara Municipal “coloca os seus serviços à disposição das IPSS que possam necessitar deste apoio”.

A Câmara Municipal apela à responsabilidade dos eleitores nos actos de voto presencial, para que respeitem as medidas de prevenção de contágio – uso de máscara, cumprimento da distância entre outros eleitores, enquanto aguardam pela sua vez de votar, desinfecção das mãos e uso de caneta ou esferográfica própria.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.