CCFC Ribatejo Footgolf Club sagra-se bicampeão nacional da modalidade

O Cruz de Cristo Futebol Clube – Ribatejo Footgolf Club sagrou-se campeão nacional no sábado, 26 de Setembro, ao vencer o circuito nacional de footgolf por equipas na última etapa do circuito nacional, disputada no campo da Penha Longa, em Sintra.

Filomena Alcobaça e Rúben Vitorino, atletas do clube da Portela das Padeiras, em Santarém, também conseguiram arrecadar o campeonato nacional na categoria feminina e veterano, respectivamente.

Sandra Gonçalves, Filomena Alcobaça, César Piedade, André Bento, Artur Fernandes, Nelson Pires, Vasco Jorge, Vítor Duarte, Rúben Vitorino, Pedro Lourenço, Marcial Albuquerque, Ricardo Pereirinha, Jorge Cunha Renato Pinto e Luís Pinto foram os atletas que se sagraram campeões colectivamente.

PUBLICIDADE

Com esta vitória, quatro atletas do Cruz de Cristo Futebol Clube – Ribatejo Footgolf Club ficaram apurados para a Selecção Nacional de FootGolf e vão estar presentes no Mundial do Japão, no próximo ano. Filomena Alcobaça, Rúben Vitorino, César Piedade e André Bento são os atletas que vão representar a equipa das quinas.


Recorde abaixo a entrevista concedida por César Piedade, praticante e presidente da Associação ao Correio do Ribatejo na edição de 18 de Setembro.

Um clube amador a ombrear com os melhores de Portugal e do Mundo na modalidade de FootGolf

César Piedade

O Cruz De Cristo Futebol Clube Portela das Padeiras está prestes a tornar-se campeão nacional de FootGolf. Um modalidade praticada num campo de golf onde o pé substitui o taco de golfe e a pequena bola de golfe é substituída pela bola de futebol. César Piedade, praticante e presidente da Associação, em entrevista ao Correio do Ribatejo dá conta da evolução do FootGolf no clube e os objectivos para o futuro onde ter um campo próprio para treinar é uma meta.

Como é que surgiu a secção de FootGolf do Cruz De Cristo Futebol Clube?
A secção de FootGolf nasce na CCFC pelo facto de eu ser praticante e, em simultâneo, presidente da Associação, a equipa Ribatejo FootGolf reuniu com todos os seus elementos e com um forcing da minha parte foram convencidos a envergar o emblema da Cruz de Cristo da Portela das Padeiras.

Como se pratica a modalidade de FootGolf?
A modalidade FootGolf é um desporto individual que alia a vertente técnica, táctica e psicológica. Praticada num campo de Golf, e regida pelas regras do golfe, baseia-se em terminar os 18 buracos de um campo no menor numero de chutos, substituindo o taco pelas pernas, a bola de golf pela bola nº5 de futebol e o pequeno buraco de golf por um buraco de cerca de 50 cm de diâmetro.

Normalmente as competições são em campos de golfe. Como e onde treinam esta modalidade?
O treino é fundamental para o realizar de objectivos, infelizmente ainda não temos campos próximos de Santarém para treinar. Para o treino usamos muitas vezes um campo em Caxarias. É um campo particular, está desenhado em cerca de cinco hectares e tem excelentes condições para treinar. Nas semanas que antecedem as etapas do circuito nacional, sempre que possível, vamos treinar aos campos das etapas, tentando estar preparados para as adversidades que cada um dos oito campos de Portugal nos oferecem.

Pretendem ter um espaço próprio de treino e competição?
O objectivo seria ter um campo em Santarém, mas temos clara noção que o nosso clube não tem capacidade própria para essa criação/construção. Com regularidade somos abordados por diferentes grupos de pessoas para experimentar a modalidade, estando sempre disponíveis para os levar a experimentar o FootGolf e demonstrando que é um desporto perfeitamente acessível a todos os níveis.

Quantos atletas integram a equipa do clube?
O nosso clube tem 15 elementos, número máximo permitido pela Federação Portuguesa de FootGolf para uma equipa.

É uma modalidade cara de se praticar?
Ser Federado tem um custo de 50 euros/ano, cada etapa, este ano são nove, têm um custo de 20 euros cada, deste modo não podemos considerar um desporto caro.

Como é que alguém pode começar a praticar FootGolf no Cruz De Cristo Futebol Clube?
Actualmente a nossa equipa não pode receber mais atletas federados, mas estamos sempre disponíveis para ajudar a integrar novos elementos ou pessoas que queiram praticar a modalidade de forma lúdica.

A modalidade não é só para os homens. Consideram importante que as senhoras façam parte da competição?
A modalidade pode ser praticada dos 14 anos até à idade que se consiga andar e chutar uma bola, com regularidade os atletas “veteranos” intrometem-se nos melhores de cada etapa. Em relação às senhoras e juniores (até 16 anos) têm uma classificação autónoma, estando ambas as categorias em forte evolução.

Prestes a vencer mais um campeonato da modalidade, quando só falta um etapa na competição, que balanço fazem desta época?
Esta época a equipa esteve num nível elevado, colocando sempre muitos jogadores no top10 e top20, ajudando a equipa a vencer diversas etapas nesta classificação. Se tudo correr com naturalidade este ano conseguimos renovar o título de campeões nacionais por equipas e apurar quatro atletas para representar a nossa selecção no próximo Campeonato do Mundo. Somos uma estrutura completamente amadora e que vive do esforço e dedicação de cada elemento, nada mais pode ser pedido.

O clube também já participou em eventos internacionais. Como é classificam essas participações?
Ainda não conseguimos vencer em eventos internacionais, tivemos sempre atletas a um bom nível, ombreando com os melhores do Mundo, dignificando o nome da CCFC Portela das Padeiras de Santarém e do Ribatejo.

Quais são os objectivos para o futuro da secção?
A curto prazo e depois de terminar o circuito nacional de FootGolf, iremos reunir e discutir o futuro.

Que mensagem gostaria de deixar aos atletas, sócios e simpatizantes do Cruz De Cristo Futebol Clube?
Aos atletas agradecer a forma como estiveram e estão comprometidos e focados durante estes últimos anos. Louvar o seu trabalho e dedicação ao clube e à modalidade, valorizando e “pagando” desta forma todo o esforço e sacrifício que têm feito. Aos sócios e amigos da CCFC dizer que sendo parte interventiva na equipa de FootGolf, a minha, nossa, vossa Associação foi sempre muito bem representada dentro e fora dos campos de Golf. Levamos o nome da CCFC a todo o País e a diversos pontos do planeta, dignificando e valorizando o nome da nossa casa e da nossa terra.

Daniel Cepa

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS