O Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) abriu um inquérito para determinar as causas da morte de uma mulher de 81 anos por haver suspeita de erro clínico, revelou aquela instituição.

“Para apuramento do ocorrido, o Conselho de Administração determinou de imediato a realização de um processo de inquérito, com carácter de urgência, com vista a apurar as causas da ocorrência, as consequências da mesma e a responsabilidade dos intervenientes. O CHMT aguarda o resultado do inquérito”, lê-se numa resposta enviada à agência Lusa.

A mulher terá sido atacada há três semanas por um bode, na freguesia do Pego, em Abrantes, e encaminhada para o hospital.

No entanto, segundo diz hoje o Jornal de Notícias, que cita fonte hospitalar, a mulher “não terá morrido na sequência dos ferimentos causados pelo animal, mas sim devido à troca de sangue que lhe foi administrado no Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT)”.

PUBLICIDADE

À Lusa, o CHMT “não confirma a causa da morte por administração de sangue errado” e remete conclusões para o resultado do inquérito.

O Centro Hospitalar do Médio Tejo agrega os hospitais de Abrantes, Tomar e Torres Novas, no distrito de Santarém.

PUBLICIDADE
Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia também...

Só Coruche e Sardoal escapam ao recolher obrigatório às 13h00 no fim-de-semana

Os concelhos de Coruche e Sardoal são os únicos, no Distrito de…

Hospital de Santarém no limite da capacidade de internamento de doentes covid

O Hospital Distrital de Santarém atingiu o limite da sua capacidade prevista…

Hospital de Santarém esgotou capacidade de internamento em enfermaria

O Hospital de Santarém esgotou a capacidade de internamento em enfermaria para…

Tratamento do cancro da mama no HDS novamente reconhecido a nível internacional

A Unidade de Senologia do Hospital Distrital de Santarém (HDS) viu renovada…