Memória(s) com Sentido(s) é o projecto-piloto que está em marcha no concelho da Chamusca e que se destina a melhorar a qualidade de vida das pessoas com demência e dos seus cuidadores, através de um modelo de intervenção domiciliário/comunitário e de ferramentas/recursos, que promovam a ocupação, a estimulação e o bem-estar.

A Associação Alzheimer Portugal, Núcleo do Ribatejo, em parceria com o Município da Chamusca, a Associação Tempos Brilhantes, a União de Freguesias da Chamusca e Pinheiro Grande e a Junta de Freguesia da Carregueira, colocou em marcha um projecto-piloto e inovador destinado a Pessoas com Demência, Familiares e Cuidadores no concelho da Chamusca, através da criação de uma equipa multidisciplinar, com técnicos da área da fisioterapia, psicologia e serviço social com formação específica e experiência profissional na área das Demências.

O projecto-piloto, designado ReSense – Memória(s) com Sentido(s), vai ser desenvolvido no Lar de Idosos da Santa Casa da Misericórdia da Chamusca e no Centro de Apoio Social da Carregueira e conta com a participação activa da equipa multidisciplinar da Alzheimer Portugal, que realizará uma intervenção semanal com as pessoas com demência destas instituições. Tal é, também revelador da importância de articulação entre instituições e um verdadeiro retrato do que é o trabalho em rede.

Cláudia Moreira, vice-presidente da Câmara da Chamusca, salienta a “importância da criação de sinergias entre entidades na constituição de respostas inovadoras para problemáticas onde muitas vezes nos deparamos, no terreno, com falta de soluções. As pessoas com demência e os próprios cuidadores necessitam deste tipo de apoio técnico, que possa permitir um acompanhamento mais eficaz e com maior segurança e confiança de que têm as ferramentas certas à disposição”.

Para além do objectivo de melhorar a qualidade de vida das Pessoas com Demência e dos seus Cuidadores, através de um modelo de intervenção domiciliário/comunitário, com a criação de uma equipa técnica domiciliária que presta apoio nos cuidados de saúde, bem-estar e aconselhamento, o projecto visa tornar acessível materiais de estimulação sensorial e cognitiva, criados a partir da história e costumes das gentes locais. Estes materiais irão ser entregues gratuitamente a pessoas com demência que vivem nas suas casas e às instituições do concelho que se tenham candidatado.

Para tal, o projecto conta com a participação indispensável da Associação Tempos Brilhantes, uma associação sem fins lucrativos, que apoia práticas e projectos que melhoram as oportunidades de enriquecimento curricular, artísticas, inovação social e de educação para todos. Pessoas com Demência, nomeadamente no que respeita à fisioterapia, estimulação cognitiva e sensorial e apoio social. 

No que se refere à prestação de serviços de saúde para cuidadores e familiares, o apoio incide na fisioterapia, apoio psicológico e psicopedagógico, assim como na orientação e transmissão de conhecimentos sobre as estratégias mais eficazes para lidarem com as Pessoas com Demência.

Refira-se, que os materiais produzidos permitirão criar uma oportunidade de trabalho para pessoas desempregadas ou com baixos rendimentos, que a partir deste projeto poderão obter maior sustentabilidade das suas atividades na Oficina Colaborativa da incubadora de inovação social “Hivework Social”, promovida pela Associação Tempos Brilhantes na Chamusca.

Para mais informações os interessados deverão contactar a Junta de Freguesia da sua área de residência, onde o projecto esteja a decorrer. Para além do concelho da Chamusca este projecto-piloto, de participação totalmente gratuita, irá desenvolver-se também em algumas freguesias do concelho de Almeirim. 

Leia também...

Só Coruche e Sardoal escapam ao recolher obrigatório às 13h00 no fim-de-semana

Os concelhos de Coruche e Sardoal são os únicos, no Distrito de…

Hospital de Santarém no limite da capacidade de internamento de doentes covid

O Hospital Distrital de Santarém atingiu o limite da sua capacidade prevista…

Hospital de Santarém esgotou capacidade de internamento em enfermaria

O Hospital de Santarém esgotou a capacidade de internamento em enfermaria para…

Tratamento do cancro da mama no HDS novamente reconhecido a nível internacional

A Unidade de Senologia do Hospital Distrital de Santarém (HDS) viu renovada…