CNEMA investe na sustentabilidade ambiental

O Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), em Santarém, está a apostar forte nas áreas da sustentabilidade e compromisso ambiental.

O último investimento de vulto, de cerca de um milhão de euros, foi a instalação de uma nova central fotovoltaica no parque de estacionamento do Centro de Exposições.

A Sotecnisol Power & Water foi a empresa responsável pela empreitada de instalação de uma das maiores centrais fotovoltaicas em Carparque de Portugal e permitirá disponibilizar estacionamento coberto para cerca de 360 viaturas.

PUBLICIDADE

Ao Correio do Ribatejo, o administrador do CNEMA, Luís Mira, adiantou que a instalação da central vai permitir que o CNEMA se torne numa “empresa sustentável do ponto de vista energético”, uma vez que é esperado que obtenha um balanço energético neutro.

“Foi uma oportunidade que surgiu, avaliamos o projecto, não tinham dinheiro para o fazer mas recorremos a crédito”, explicitou, acrescentando: “eu já cá estou há muito tempo e, em termos de investimento produtivo, foi um dos grandes passos que demos.”

Segundo disse, este projecto vem em linha com o esforço que o CNEMA tem vindo a fazer em termos de sustentabilidade e ambiente, sendo a Feira Nacional da Agricultura um exemplo.

“No ano passado, acabamos com copos descartáveis, e estamos a aumentar, ano após ano, a reciclagem do lixo. Vamos tentando diminuir o número de bilhetes para coisas desmaterializáveis e tentamos impor medidas que possam ser benéficas para a questão ambiental e de sustentabilidade do planeta”, afirmou.

“A empresa não dá resultados negativos já há alguns anos, mas quanto mais se conseguir a sua sustentabilidade económica, ao mesmo tempo que se reduz a pegada ecológica e o consumo de plástico, melhor”, concluiu.
A central fotovoltaica agora instalada vai ter uma potência de 816,2 quilowatt-pico (kWp), com 2.698 painéis solares montados numa área de 7.000 metros quadrados.

A capacidade anual de produção deverá rondar os 1.260.000 quilowatt-hora (kWh), o que, segundo a Sotecnisol Power & Water, equivale ao consumo médio de electricidade de cerca de 380 habitações.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS