Comandante e nove bombeiros de Samora Correia infectados com Covid-19

O comandante Miguel Cardia e outros nove bombeiros da Associação Humanitaria dos Bombeiros Voluntarios de Samora Correia estão infectados com a Covid-19.

Cinco dos elementos infectados estão em isolamento no quartel dos bombeiros e os restantes estão isolados no domicilio. Para além dos 10 resultados positivos, um dos testes deu inconclusivo e será repetido esta terça-feira, 16 de Junho.

A corporação realizou testes aos operacionais na segunda-feira, 15 de Junho, que revelaram a infecção pelo novo coronavírus no comandante e líder operacional da Proteção Civil no concelho de Benavente e outros nove elementos do corpo de bombeiros, onde se incluem outros graduados.

PUBLICIDADE

O primeiro sinal de alerta surgiu na passada sexta-feira, 12 de Junho, quando um dos elementos, que trabalha fora do concelho, apresentou sintomas. O bombeiro acabou por dar teste positivo, no passado domingo, mas a situação foi mantida em sigilo para não provocar alarmismo.

Após o caso positivo, foram testados mais 40 elementos, entre voluntários, profissionais da associação e familiares.

Apesar deste foco na corporação de bombeiros, a mesma não deixou de funcionar pois um número significativo de bombeiros não teve contacto com o primeiro infectado e ficou assim garantido o funcionamento da corporação.

Os serviços externos estão a ser realizados pelos bombeiros de Benavente e Vila Franca de Xira para garantir que não há contacto com os doentes e utilizadores dos serviços de transporte.

O comandante Miguel Cardia garantiu que todos os elementos infectados se encontram bem e que era uma situação previsível apesar de todas as medidas que foram tomadas desde o início da pandemia.

Apesar do isolamento, Miguel Cardia vai continuar a exercer as funções na Proteção Civil e nos bombeiros de Samora Correia sem contactos presenciais.

A corporação já desinfectou todos os veículos, incluindo as ambulâncias, e está munida de equipamentos de protecção avançada e têm cumprido todas as indicações das autoridades de saúde e do INEM.

Foto: Nelson Lopes

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS