Será inaugurada, amanha, em Santarém, com a presença dos srs. Ministro da Economia, e Subsecretário da Agricultura, realizando-se também uma grandiosa exposição de máquinas agrícolas, uma sensacional corrida de toiros e animadas festas populares, que se prolongarão por toda a semana.

Acontecimento de incontestável relevo vai ser este da Feira do Ribatejo, que amanhã se inaugura na sua capital, acertada deliberação do Município, que encontrou o mais franco acolhimento por parte da Lavoura e das entidades e organismos interessados na valorização da Pecuária, de quanto diz respeito à vida agrícola regional.

O nosso crítico tauromáquico, sr. Carlos Machado era o mais antigo e dos melhor aprumados cavaleiros da Feira. Ao fundo, o Júri, composto pelos srs. dr. José Raposo D. António Siqueira (S. Martinho), José Serrão de Fatia e Francisco Fragoso. (Foto Joaquim Mata)
O nosso crítico tauromáquico, sr. Carlos Machado era o mais antigo e dos melhor aprumados cavaleiros da Feira. Ao fundo, o Júri, composto pelos srs. dr. José Raposo D. António Siqueira (S. Martinho), José Serrão de Fatia e Francisco Fragoso. (Foto Joaquim Mata)

Que o homem da Borda d’Água não é um contemplativo pastor de cajado já de longa data é coisa sabida, assinalado o seu esforço na vitoriosa faina contras as fatalidades geográficas que lhe servem de calvário – e de glória também.

Através das manadas e rebanhos que se criam por essas lezírias e mouchões, fomentando riqueza, dando alegria e trabalho, vai a nossa província uma vez mais revelar quanto pode o esforço dos seus filhos, do criador abastado ao fazendeiro modesto, naquela batalha sem fim que desde tempos imemoriais se trava na inquietação da Terra Baixa.

Com quatro anos apenas, a menina Isabel Maria Falcão, era a mais pequena cavaleira da feira. Aqui a vemos entre o seu mestre de equitação sr. Capitão Reis Cardoso e o sr. Francisco Fragoso, membro do Júri (Foto: Joaquim Mata)
Com quatro anos apenas, a menina Isabel Maria Falcão, era a mais pequena cavaleira da feira. Aqui a vemos entre o seu mestre de equitação sr. Capitão Reis Cardoso e o sr. Francisco Fragoso, membro do Júri (Foto: Joaquim Mata)

Desta faina resulta o que uma vez mais amanha iremos ver, exibição de raças apuradas em que se adivinham montes de trabalhos e canseiras, desde o escol dos equídeos, com seus “ferros” de fama, sejam eles da Fonte-Boa ou da Golegã, até à bravura do toiro, cuja lide será a apoteose da Feira, no rasgo empolgante da festa brava.

Na vasta cã de S. Lázaro se vai desenrolar, amanha e depois, a grande composição animalista da pecuária do Ribatejo, seleccionada através das suas mais finas castas, valorizada pelo friso flamante dos Campinos, com a estampa garrula, varonil, quase heroica, do seu trajo de festa, signo vibrante desse labor triunfal, verdadeiro ex-libris do Ribatejo, os quais na segunda-feira terão também o seu dia.

Esta castiça cavalgada de campinos pelas ruas de Santarém, no domingo passado, fala-nos da Feira do Ribatejo e também da cidade monumental, deixando-nos entrever a característica Torre das Cabaças e S. João de Alporão, com a sua rosácea (Foto: Joaquim Mata).
Esta castiça cavalgada de campinos pelas ruas de Santarém, no domingo passado, fala-nos da Feira do Ribatejo e também da cidade monumental, deixando-nos entrever a característica Torre das Cabaças e S. João de Alporão, com a sua rosácea (Foto: Joaquim Mata).

Acedendo ao convite da comissão organizadora da Feira, horarão Santarém com a sua presença, amanha, os srs. Ministro da Economia, Subsecretário da Agricultura, Director Geral dos Serviços Pecuários, presidente da Junta dos Produtos Pecuários e outras altas individualidades os quais assistirão a um desfile de equídeos das mais afamadas coudelarias do Ribatejo.

Maré cheia de visitantes vai ter amanha e depois, Santarém, onde não deixarão de vir quantos prezam o bom nome da Lavoura Ribatejana, tudo o que a província tem de mais categorizado e representativo, a par do bom povo cá dos sítios, que de perto de longe acorre sempre, a admirar o especáculo castiço das equipagens e cavaleiros, que também terão o seu dia.

Depois, não faltarão quadros típicos, sempre do agrado popular, qual é a exibição de ranchos folclóricos, do Cartaxo e Azinhaga, marchas, fandanguistas, gincanas de automóveis e tractores, corrida de campinos e o mais que consta do programa.

A Casa do Ribatejo está organizando excursões a Santarém, para o que a CP concederá descontos especiais, amanha e no domingo seguinte, data do encerramento, em que haverá desfile de equipagens e concurso para amazonas e cavaleiros.

A comissão organizadora da Feira é presidida pelo sr. Capitão Joaquim de Barros e Matos, vice-presidente da Camara Municipal e constituída pelo srs. Caetano Marques dos Santos, Henrique Dias Vigário e Joaquim Caetano Frazão, Vereadores; dr. Luís Hilário Barreiros Nunes, Intendente de Pecuária, dr. Joaquim da Silva Portugal, director da Estação Zootécnica Nacional, José Infante da Camara, presidente do Grémio da Lavoura de Santarém, Augusto Sobral Bastos, representante do Grémio de Comércio de Santarém, dr. José Maria de Sousa Rafael, médico veterinário municipal, Celestino Graça, Joaquim Ferreira Campos, Alfredo Ribeiro e Noel de Oliveira.

Corrida de Toiros por ocasião da primeira
Corrida de Toiros por ocasião da primeira

O dia do Campino, na próxima segunda-feira, vai dar ensejo a que estes esforçados trabalhadores da Lezíria se apresentem nas suas competições mais honrosas, disputando-se as taças “Emílio Infante da Camara” para o conjunto que revelar melhor apresentação; e a taça “José Rodrigues Santo” para o campino que melhor execute as provas de destreza a que se refere o programa.

(In: Correio do Ribatejo de 22 de Maio de 1954)

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Leia também...

António Rosa, sapateiro e fadista: Santarém o viu nascer

É uma ‘figura grada’ na história do fado popular de Lisboa. Fez…

Correio Centenário: A União Desportiva de Santarém sagrou-se Campeã Distrital em Juniores

A equipa de Juniores da União Desportiva de Santarém, necessitando de ganhar…

Escola Alexandre Herculano, em Azoia de Baixo, reabre por um dia para lançamento de livro sobre famílias

A Escola Alexandre Herculano, em Azoia de Baixo, reabriu por um dia,…

Correio Centenário: União Desportiva de Santarém conquista a Taça de Portugal pela segunda vez consecutiva

União Desportiva de Santarém arrebatou pela segunda vez consecutiva a 35.ª edição…