Criação de novas empresas no distrito de Santarém em queda acentuada

O distrito de Santarém viu serem criadas 79 empresas no passado mês de Março, segundo os dados da NERSANT. Menos 30 novas empresas que em Fevereiro e menos 81 que em Janeiro passado.

Em comparação com Março de 2019, no mesmo mês de 2020 foram criadas menos 120 novas empresas, um registo de -34,2 por cento, destacando-se uma acentuada quebra no número de novas sociedades.

Ainda assim, Santarém foi o concelho do distrito de Santarém onde se constituíram mais empresas durante o passado mês de Março, com um total de 17. Segue-se o concelho de Benavente com 9 empresas, Abrantes com 7 e Ourém com 6. Almeirim, Coruche e Torres Novas contabilizam a criação de cinco novas empresas cada um. Seguem-se Cartaxo, Entroncamento, Rio Maior, Salvaterra de Magos e Tomar com 4 novas empresas cada, e Alcanena com três. Mação, Alpiarça, Chamusca, Ferreira do Zêzere, Golegã e Vila Nova da Barquinha registaram a criação de uma nova empresa cada.

PUBLICIDADE

De acordo com a associação empresarial, o total do capital social destas 79 empresas foi de 634.261 euros, o que se traduz numa média de 8.028,62 euros por empresa.

Os sectores de actividade mais representativos nas empresas criadas são a Construção de Edifícios (residenciais e não residenciais) com 7 empresas, o Comércio por Grosso com 5, Comércio a Retalho com 5, restaurantes do tipo tradicional com 5, actividades de Mediação imobiliária com 4, actividades de contabilidade e auditoria, consultoria fiscal com 4, e outras actividades de consultoria para os negócios e a gestão igualmente com 4 empresas.

PUBLICIDADE

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS