Esta quinta-feira, 29 de Julho, o Jornal ‘Correio do Ribatejo’, o Vitória Clube de Santarém e o Grupo de Dadores de Sangue de Pernes associam-se numa colheita de sangue que vai ter lugar na sede do clube escalabitano (junto às piscinas do Sacapeito), entre as 15 e as 20 horas.

Já se tornou um hábito de há longos anos a parceria que este Jornal mantem com o Grupo de Pernes, por entendermos a importância que representa esta nossa acção, ainda mais em contexto de pandemia.

Nunca é demais sublinhar a necessidade de cada um de nós, reunindo todas as condições para o efeito, podermos doar um pouco do nosso sangue que poderá vir a salvar uma vida.

Todos os anos, sobretudo no Verão, são frequentes as quebras dos stocks de sangue a nível nacional e aumenta a necessidade de os repor. São momentos como os que o Grupo de Dadores de Pernes, o Vitória e o ‘Correio do Ribatejo’ vão promover hoje, que são mais uma gota que irá ajudar a suprimir as necessidades diárias deste precioso bem.

PUBLICIDADE

Segundo a Federação Portuguesa de Dadores Benévolos de Sangue (FEPODABES), o país perdeu 40 mil dadores regulares entre 2011 e 2021. Daí que a Federação reivindique que os dadores de sangue devam voltar a ter direito à dispensa laboral no dia da dádiva, sem que tal circunstância determine a perda de quaisquer direitos ou regalias.

Recordo que a dispensa de serviço foi retirada em 2011. A Assembleia da República aprovou, em 2012, o Estatuto do Dador de Sangue, mas manteve essa lacuna na legislação.

A FEPODABES recorda também que são necessárias cerca de mil unidades de sangue todos os dias, razão pela qual é necessária a mobilização da sociedade para esta causa.
Numa jornada de sensabilização para esta e para outras recolhas, o Vitória promoveu, no passado dia 9, uma acção de sensibilização que procurou abordar todos os pontos de fundamental pertinência e relevância no âmbito da dádiva de sangue, como por exemplo, mitos e aspectos relacionados com os grupos sanguíneos ou informações sobre quem pode dar sangue e como o pode fazer.

Assim, considerem-se todos convocados para esta iniciativa que conta com a colaboração do Instituto Português do Sangue e da Transplantação, e será feita dentro de todos os parâmetros de segurança que o momento que atravessamos nos impõe.
Já sabe: “Dar sangue é dar vida!”. Parece uma frase feita, mas feitos estamos nós se não a seguirmos à risca.

João Paulo Narciso

PUBLICIDADE
Leia também...

Da passadeira vermelha para a passadeira da estrada

Atravessar uma estrada tem riscos e é matéria da educação básica de…

Cartas na Caixa do Correio: A propósito do Hospital Distrital de Santarém

Não podia deixar de publicamente expressar algo sobre uma questão, agora tornada…

‘Quem sai aos seus…’, por Pedro Carvalho

Em 1978, o meu irmão Fernando João Nogueira Carvalho era o mais…

‘A requalificação da igreja de Santa Iria na Ribeira de Santarém’, por Vítor Serrão

Existem sempre boas notícias no que toca à salvaguarda do Património Histórico-Artístico…