Um homem suspeito de mais de 30 furtos de veículos e em residências e estabelecimentos comerciais em vários concelhos do distrito de Santarém foi detido e vai aguardar julgamento em prisão preventiva, divulgou hoje a GNR.

O homem, de 27 anos, foi detido pelo Núcleo de Investigação Criminal de Tomar, na última sexta-feira, na sequência de uma investigação que decorria há mais de seis meses e que ainda prossegue, adiantou à agência Lusa o comandante do Destacamento Territorial de Santarém da GNR, Pedro Inácio.

Em comunicado, a guarda indicou que a investigação permitiu apurar que “o detido é suspeito de mais de 30 furtos, nomeadamente de veículos e em residências e estabelecimentos comerciais, em todo o distrito de Santarém”.

Balcões dos CTT, bombas de combustível e lojas de material informático de grandes superfícies comerciais estão entre os estabelecimentos onde ocorreram os furtos, efectuados maioritariamente nos concelhos de Entroncamento, Torres Novas, Tomar e Ourém, acrescentou o comandante.

De acordo com a GNR, os bens furtados “têm um valor comercial de milhares de euros e eram transacionados quase de imediato em contrapartida de produto estupefaciente”.

A operação incluiu ainda duas buscas, uma domiciliária e outra ao veículo do suspeito, onde “foi detectado e apreendido um computador portátil e uma televisão, ambos furtados”, pode ler-se no comunicado.

O detido, que se encontrava a cumprir pena suspensa por furto qualificado, foi presente ao Tribunal de Ourém, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Leia também...

Músico dos Santos & Pecadores morre vítima de acidente de trabalho em Tremez

Rui Martins, um dos músicos da banda Santos & Pecadores, morreu na…

Alterações ao Código da Estrada entram em vigor amanhã com multas agravadas

As alterações ao Código da Estrada aprovadas em Novembro entram na sexta-feira,…

Médico detido por abuso sexual de menores

Um homem de 27 anos foi detido esta manhã no Bairro de…

PSP apreende mais de 250 de aves na Avisan

Levantados três autos de contra-ordenação.