Foto de Bruno Simão

O espectáculo “Bom Anfitrião”, de Filipa Francisco e com a co-criação de de quatro artistas de quatro zonas geográficas diferentes: Ana Vaz, de Montemor-o-Novo, Iza da Costa, de Palmela, Luís Coelho Graça, de Santarém e Nuno Reis, de Sesimbra, vai passar por Santarém, Alcanena, Abrantes e Tomar.

No teatro Sá da Bandeira (Santarém) sobe a palco a 22 de Outubro às 21h30, no Cineteatro São Pedro (Alcanena) a 30 de Outubro às 18h00, na Sociedade Artística Tramagalense (Tramagal, Abrantes) a 6 de Novembro às 18h00 e no Cineteatro Paraíso (Tomar) a 12 de Novembro às 17h00.

Através das memórias dos quatro intérpretes propõe-se uma viagem por diversos lugares, por espaços que fundem o real e o fictício, entre a dimensão política e a dimensão poética. Para a criação do espetáculo foram feitas residências artísticas nas quatro regiões dos artistas. O processo teve como ponto de partida as perguntas que François Matarasso, investigador ligado à arte participativa, faz às comunidades com as quais trabalha: “O que torna um lugar especial?”; “De que queremos falar?”; “O que queremos mudar nas nossas comunidades?”.

No contexto das alterações climáticas, desenvolveram-se trabalhos de investigação e de experimentação que partiram das reflexões do filósofo Roman Krznaric, em particular no seu livro “The Good Ancestor”, no qual propõe que se pense mais profundamente e a longo prazo, tendo em conta o legado a deixar para as gerações futuras.

Leia também...

A herdade no Alviela e o pergaminho que ia para o lixo

Pergaminho do século XII salvo do lixo em Vale de Figueira.

Lenda da Sopa da Pedra chega às crianças de todo o mundo através da Expo 2020 Dubai

A lenda da Sopa da Pedra, prato típico de Almeirim, foi incluída…

Associação ‘Praça Maior’ fecha gestão da Praça de Touros ‘Celestino Graça’ com sentido de missão cumprida

A Associação “Praça Maior”, responsável pela organização das corridas de toiros na…

Gilberto Gil dá concerto com Adriana Calcanhotto em Santarém

A 7 de Novembro.