Estado avança com obras na encosta das Portas do Sol e autoriza abertura condicionada da EN 114

O Ministério das Infraestruturas garante que não existe “nenhum tipo de instabilidade global da encosta, que coloque em risco a circulação da Linha do Norte”.

A empresa pública Infraestruturas de Portugal (IP) vai avançar com obras de consolidação da encosta das Portas do Sol, em Santarém, na Linha do Norte, por recomendação do Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC). A par disso, autorizou a abertura condicionada da EN 114 (Só uma faixa- a mais afastada da encosta), o que acontecerá nos próximos dias.
O Ministério das Infraestruturas garantiu ontem, quarta-feira, que não existe “nenhum tipo de instabilidade global da Encosta, que coloque em risco a circulação da Linha do Norte”.

No entanto, refere a tutela em comunicado, “face às recomendações do LNEC, a IP decidiu, com o apoio da tutela, intervir e executar as obras de consolidação”.

O processo de concurso para fazer a manutenção das drenagens e das ancoragens das paliçadas está a ser ultimado.

A intervenção está orçada em 1,7 milhões de euros. A Infraestruturas de Portugal irá depois “exercer, junto dos responsáveis pela consolidação do terreno, o direito de regresso pelo valor despendido com a obra”.

O Ministério das Infraestruturas sublinha que também está atenta à encosta de Santa Margarida, na mesma zona, que confina com a estrada nacional 114.

“Quanto à Encosta Santa Margarida, o LNEC emitiu já hoje [quarta-feira] um relatório autorizando a abertura condicionada da N114 (Só uma faixa- a mais afastada da encosta), o que acontecerá nos próximos dias. A abertura integral, sem restrições, só será possível após um período de monitorização mais alargado”, adianta o gabinete do ministro Pedro Nuno Santos.

PARTILHE COM OS SEUS AMIGOS